“Os partidos viraram indústrias, têm donos, são gestores de bilhões e isso é muito ruim para democracia. Não sei quanto tempo o Brasil aguenta”,

de Jorge Viana, presidente da Apex, que tem caixa de R$ 1,6 bi para promover o Brasil no mundo.

Ano XX - 28 de fevereiro de 2024

 

Lula hoje não se reelegeria
“Você não é mais um CPF, não é mais uma pessoa, você representa um movimento”. Era o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, se dirigindo ao ex-presidente Jair Bolsonaro, no trio elétrico na Avenida Paulista, no domingo (25). Traduzindo: queria dizer que, mesmo inelegível, Bolsonaro, até debaixo de processos, tem força eleitoral, só precisa escolher um nome para sucedê-lo e preferivelmente, esse nome poderia ser o dele. As milhares de pessoas que estavam lá – e que não ouviram nada de importante – são conservadoras e comprovam que, na época, Lula só ganhou por não querer a permanência da selvageria do bolsonarismo. Só que agora também não querem esse governo que Lula está fazendo. E que não é nada que do prometido governo de união nacional. Se as eleições presidenciais fossem hoje e Bolsonaro não estivesse inelegível, ganhava de Lula. Os conservadores brasileiros não querem o que Lula tenta lhe impingir até com certa arrogância. A esquerda tem de se conformar que não foi ela que elegeu Lula e também não foi a extrema direita. Em 2026, um direitista moderado leva.

Último lance
O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, está conversando com um grande banco de investimentos sobre a possibilidade de abertura de capital do clube na bolsa. A Lei das SAFs autoriza emissão de ações dos clubes-empresas. A própria CVM já estabeleceu orientação para acesso das SAFs ao mercado de capitais – emissão de debêntures ou IPO. Esse último é especialidade de Landim que enfileirou oferta de ações ao lado de Eike Batista nos tempos da EBX. O IPO do Flamengo seria um grande final de gestão do empresário (seu mandato termina em dezembro).

Tamanho da fortuna 1
Durante 37 anos, Fátima Bernardes teve seu nome ligado à Globo, em posições de destaque. No Jornal Nacional foi sua grande arrancada, ao lado do então marido William Bonner, onde chegou a ganhar R$ 400 mil mensais. Depois, liderou as manhãs com entretenimento, no comando do Encontro, com salário e percentagem de faturamento alcançando R$ 1.400.00 mensais durante dez anos. Aí, cansou (custava muito caro) e foi apresentar o The Voice Brasil e o The Voice Brasil Kids com R$ 400 mil de novo, sem comerciais que esticou até dezembro de 2023 (com uma tentativa fracassada no GNT, que ninguém viu). Resultado: está fora da Globo, só que com uma fortuna estimada não distante de R$ 130 milhões.

Tamanho da fortuna 2
Mais Fátima Bernardes: com um patrimônio que inclui imóveis e compensadores investimentos, ela não está muito preocupada com os três projetos que apresentou (agora, só ganha por trabalho) na Globo e que permanecem no papel – em alguma gaveta. Apaixonada e pensando em ter um filho aos 61 anos, vai mesmo é se dedicar, nos próximos meses, à campanha de Túlio Gadelha, seu namorado, à prefeitura de Recife. Será um “cabo eleitoral” e tanto.

Acordo mineiro
Depois de superar resistências internas, o prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD) concorrerá à reeleição. O ex-prefeito Alexandre Kalil defendia sua reeleição (Fuad foi seu vice), mas a ala mais próxima de Rodrigo Pacheco estava na contramão. Kassab entrou em ação e depois tratou de convencê-lo de que Fuad não seria uma ameaça para seus planos de 2026, quando deseja concorrer ao governo de Minas Gerais.

“Atalho”
Os próprios governistas confirmaram que o Planalto não está com menor pressa de resolver os problemas, criado pelo próprio Lula, sobre o comando da CCJ – Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. O motivo é que, sem a instalação da comissão, os projetos pegam um “atalho” e são votados diretamente no Plenário onde, mesmo que a peso de ouro, o governo vê maior chance e aprovar matérias de seu interesse. Pelo acordo, a CCJ deverá ser presidida pelo PL, este ano.

Milhões da Espanha
O ex-jogador Daniel Alves vai receber R$ 6,4 milhões da Espanha e vai usar o valor para pedir liberdade provisória. Decisão da Justiça foi dada no mesmo dia que ele foi condenado a quatro anos e meio de prisão por estupro. É uma decisão da Fazenda da Espanha por conta de briga dele com o fisco espanhol por entender que não deveria declarar os pagamentos pela intermediação do agente Joaquim Macanás por sua renovação com o Barcelona. A defesa vai usar os 1,2 milhão de euros (equivalente a R$ 6,4 milhões) para garantir e pedir a liberdade provisória de Daniel.

Última mudança
Ainda sob o impacto da morte de Abílio Diniz, o Carrefour prepara mudanças no comando da operação brasileira. O argentino Pablo Lorenzo desponta como principal candidato a assumir o cargo de CEO da empresa no país, substituindo Stephane Maguaire. Há mais de duas décadas na rede varejista, Lorenzo foi presidente do Carrefour na Argentina, além de já ter ocupado cargos na Espanha e na matriz, na França. Os diretores das três divisões no Brasil já se reportam a Lorenzo. O entendimento é que Maguaire já cumpriu sua missão no Brasil.

Outro “genocídio”
Com o Judiciário alinhado, afinado nas relações com o Congresso, usufruindo melhor a agenda internacional que um mandatário recebeu de bandeja até vendo a economia andar mais favoravelmente do que esperava, Lula não está preocupado pela menção a Hitler ao condenar o massacre em Israel na Faixa de Gaza ou mesmo com a volta de Jair Bolsonaro às ruas. Considera que são fatores que aumentam sua centralidade. Na história recente do Brasil talvez seja a pessoa que mais acredita na máxima “falem mal, mas falem de mim”. E se aparecer uma chance, empurra  em cima de Bolsonaro a expressão “genocídio”, por conta de mortes na pandemia.

Check-up
Muito satisfeito com o resultado da manifestação do domingo, na Avenida Paulista, em São Paulo, o ex-presidente Jair Bolsonaro passará por um check-up de rotina ainda esta semana. Os exames serão realizados no Hospital Vila Nova Star, onde ficará internado a partir de hoje. Ele tem se submetido a procedimentos e exames com certa regularidade desde o atentado à faca que sofreu em setembro de 2018, em Juiz de Fora (MG), durante a campanha presidencial. Na ocasião, sofreu lesões no intestino que provocaram problemas no sistema digestivo.

Já tem projeto
O ex-presidente Bolsonaro pediu, na concentração de domingo na Avenida Paulista, anistia para “os que participaram dos atos de 8 de janeiro”.  Em outubro passado, o senador e ex-vice-presidente de seu governo, general da reserva Hamilton Mourão (Republicanos-RS) já apresentara projeto nesse sentido no Congresso Nacional. Ele não participou do evento na Paulista: preferiu celebrá-lo nas redes sociais onde, à propósito, criticou os motivos usados para a condenação de seu ex-chefe à inelegibilidade.

Quer blindar
A aquisição de papeis da Petz anunciada é apenas a ponta de um iceberg. Sérgio Zimmermann, fundador da empresa, está batendo na porta dos fundos de investidores minoritários para comprar mais ações. Teme o risco de um take over na rede de pet shops – e todos os caminhos levam à concorrente Cobasi. As duas empresas já negociaram uma associação, mas as coisas não andaram.

Mais espaço
A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra e o BNDES fecharam a questão: o leilão das PPPs de saneamento do estado – um pacote de investimentos estimado em quase R$ 16 bilhões – será realizado em agosto. A data segue o fuso horário eleitoral. Raquel Lyra quer concluir a licitação ao menos dois meses antes do pleito em outubro. Detalhe: quanto mais próximo das eleições municipais, maior a chance do leilão não ocorrer.

Todos querem
Wilson Ferreira Jr. é o sonho de consumo dos acionistas da Taesa – a colombiana ISA e a Cemig – para assumir a presidência da empresa. O comando de uma das maiores companhias de transmissão do país está vago desde a saída do executivo André Tells Moreira e será difícil disputar o passe do ex-presidente da Eletrobras. Há quem aposte que Ferreira está se guardando para ser o todo-poderoso CEO da companhia que poderá ser criada com a fusão da Vibra e Eneva. Para quem tem memória curta: ele já presidiu a própria Vibra.

De olho no caju
Trecho da coluna de Carlos Andreazza: “(Num camarote privado, Nunes Marques – egresso dos abadás de Salvador – viu os desfiles da segunda-feira, dia em que passou o buliçoso caju da Mocidade Independente, a escola sob patronato de Rogério Andrade, de cujo processo no Supremo o ministro é relator e cuja prisão revogara em 2022.)”.

Quatro estrelas
O Exército está providenciando novas e bem equipadas celas, já antecipando que serão ocupadas – e no curto prazo – por  altas patentes. Responsáveis acham que “não dá para deixar um general em alojamento de tenente”. As novas dependências poderão ganhar ar-condicionado e até smart TV. Nos quarteis, soldados sabem da novidade e os mais irônicos vivem repetindo que “ninguém sabe o dia de amanhã” – bem distante de oficiais, claro.

Escolhida
O próprio Jair Bolsonaro já decidiu: a ex-primeira-dama Michelle será candidata-única do bolsonarismo ao Senado pelo Paraná, caso Sérgio Moro acabe perdendo mesmo seu mandato. Por pesquisas ainda embrionárias feitas no estado, ela teria grande chances. Os paranaenses foram muito generosos nas últimas eleições presidenciais com o marido dela. Se bem que o ex-senador (diversos mandatos) Álvaro Dias também gostaria de concorrer.

Elogio internacional
Não é qualquer ator ou atriz que recebe elogios de celebridades internacionais. Só que a atriz Agatha Moreira, recém-saída da novela Terra e Paixão, onde interpretou a vilã Graça recebeu. Trabalhando pela segunda vez com o ator espanhol Antonio Bandeiras, para sua linha feminina de perfumes batizada como ‘The Icon’, no qual também é embaixadora foi a proprietária dos elogios. Bandeira escreveu em suas redes sociais: “Querida amiga, é claro que a sua naturalidade com estilo nos fascinará para sempre. Um orgulho ter você como embaixadora ICON!!!!”. Anunciando novidades para a campanha Agatha agradeceu: “Já é a segunda campanha e eu continuo sem acreditar! Que honra representar a mulher The ICON e trabalhar mais uma vez ao lado desse grande ator que tanto admiro. @antoniobanderas obrigada pela sua generosidade”. FOTO

OLHO MÁGICO
Fotos: Reprodução

Encontro necessário

Depois de 18 anos grandes atrizes, mostraram que o encontro entre elas era mais do que necessário. Estamos falando de Meryl Streep, Anne Hathaway e Emily Blunt que estrelaram  O Diabo Veste Prada (2006) homônimo do livro de Lauren Weisberger (2003), que foram responsáveis pela entrega do primeiro prêmio na 30ª edição  do Screen Actors Guild Awards (aperitivo do Oscar que acontece no dia 10 de março) de melhor ator masculino em uma série de comédia para Jeremy Allen White, por The Bear, que aconteceu no Shrine Auditorium, Los Angeles. Streep entrou sozinha o palco e começou: “Duas coisas: esqueci meus óculos, claramente, e o envelope”. Então Blunt e Hathaway entraram com os esquecidos na mão. A cena trouxe uma lembrança e reforçou o pedido da continuação do longa. Jennifer Aniston foi a responsável ao lado de Bradley Cooper para entregar o prêmio SAG Life Achievement Award  (concedido anualmente a um artista que promove os melhores ideais da profissão) a Barbra Streisand, que fez um discurso emocionante. Entre outras que também cruzaram o tapete (cinza) estavam Emma StoneMargot Robbie, que concorriam na categoria de melhor atriz, mas não levaram e Penélope Cruz que também não levou a estatueta na categoria de melhor atriz coadjuvante.

Edições Anteriores:  
 IN & OUT

 ;-) Série: True Detective (HBO)

:-( Série: The Idol (HBO)

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)

Entrevista com Fernando Capez
no canal Gibaumexpress

 

Entrevista com Eduardo Suplicy
no canal Gibaumexpress

Entrevista com Helô Pinheiro
no canal Gibaumexpress

Entrevista com Fátima Scarpa
no canal Gibaumexpress

Entrevista com Michel Temer
no canal Gibaumexpress

   

 

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br