“O procurador vai ter que ser mágico para justificar isso e não imputar pena a ninguém”,

de Omar Aziz, presidente da CPI, sobre a
possibilidade do Ministério Público não punir
ninguém citado no documento da comissão.

Ano XIX - 23 a 25 de outubro de 2021

 

“Debandada”
No mesmo dia em que se confirmou a estratégia de mudar o teto dos gastos (que limita o crescimento das empresas da União à inflação do ano anterior), quatro secretários ligados à área da pasta da Economia pediram demissão. O grupo não concordou com as mudanças costuradas pelo próprio governo. O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal e o secretário do Tesouro Nacional, Jefferson Bittencourt, pediram exoneração oficialmente ao ministro Paulo Guedes. Esta é a nova “debandada” na equipe do ministro (os secretários adjuntos de Funchal e Bittencourt, respectivamente Gildenora Dantas e Rafael Araújo, também pediram demissão) que já perdeu 12 auxiliares próximos desde o início do governo.

Falando claro
Integrantes da equipe econômica afirmam que Funchal e Bittencourt haviam falado mais claramente sobre suas demissões a Guedes. O ministro tentou convencê-los a permanecer nos cargos. Guedes tem reclamado a aliados de que está com dificuldade em controlar os gastos e está cada vez mais isolado no governo. É criticado por seus “arroubos” e posições contrárias às de Bolsonaro.

Nervosinho
Em meio à crise, Bolsa de Valores e a alta da cotação do dólar nos últimos dias o presidente Jair Bolsonaro falou  “temos de vencer essa crise”. E emendou: “Vai ter novos reajustes de combustíveis? Certamente teremos. Por que vamos negar isso daí? Estamos buscando solução, um auxílio de 400 reais que vai estar abaixo de R$ 4 bilhões por ano, dentro do orçamento. Daí, fica o mercado nervosinho. Se vocês explodirem a economia do Brasil, pessoal do mercado, vocês vão ser prejudicados também”.

Em spray
O Laboratório de Imunologia do Incor está trabalhando no início dos testes clínicos em humanos contra a covid-19. Esse será o segundo imunizante brasileiro até agora com autorização solicitada à Agência Nacional de Vigilância Sanitária. O primeiro é a Butanvac, do Instituto Butantan, em São Paulo. Sua produção começou em abril de 2020 e a forma de aplicação é via spray nasal que tem potencial de aplacar a infecção na porta de entrada do vírus.

PEC da infâmia
Carlos Velloso, ex-presidente do STF, é contrário à PEC da Vingança, derrotada no plenário da Câmara, após quatro adiamentos. “Esperamos que a Câmara dos Deputados não insista na votação do texto original dessa PEC, que ficará na história muito mais que PEC da Vingança, mas como PEC da infâmia”.

Em campanha
O ministro Marcelo Queiroga não quer contrariar as ordens de Jair Bolsonaro e transformar essa subserviência em capital. Esta semana, foi à Paraíba, sua terra natal, para inaugurar um trecho atrasado da transposição do Rio São Francisco. Sem máscara, subiu no palanque e fez um discurso de candidato. Ele quer disputar o Senado ou o governo da Paraíba. Usa colete verde-oliva e já se comparou a Epitácio Pessoa, que governou o país na época da crise espanhola. “O presidente Bolsonaro chamou outro paraibano para ajudá-lo a vencer a pandemia da covid-19”.

Licença para gastar
Paulo Guedes, para eleger o teto, não quer mais estourar o teto do gasto. Seu plano agora é demoli-lo. A vantagem de Guedes é que ele nem tenta dissimular a pedalada. Ao expor a Nova Matriz Econômica bolsonarista, ele pediu uma “licença para gastar”. E o James Bond do sertão paraibano. E Guedes acrescenta: “Seria uma antecipação da revisão do teto de gastos que está prevista para 2026”. Pretende aboli-lo imediatamente.

Rei Arthur
Apelidado nos bastidores de Rei Arthur, a PEC da Vingança não é apenas um ataque ao Ministério Público, mas ao próprio Legislativo instituindo o  atropelo e o engano por Arthur Lira. Numa das tentativas de vetar o texto, Lira chegou a dizer que a PEC atendia as demandas das entidades de declarações mentirosas sobre acordos com o MP que nunca existiram. A rejeição à PEC da Vingança pode acabar virando o estopim de um motim contra o reinado de Arthur.

Principal alvo
A GAP (Grupo Aeroportuário Del Pacifico), que opera 12 aeroportos no México, já fez chegar ao Ministério da Infraestrutura que deve participar da próxima rodada de leilões do setor no Brasil, prevista para o início de 2022. O alvo principal dos mexicanos é o aeroporto Santos Dumont.

Feudo
Parece que o pesadelo de Roberto Jefferson, afastado da presidência do PTB está só começando. Depois de seu afastamento e  de sua prisão, agora cinco deputados federais (Emanuel Pinheiro (MT),  José Costa (PA),  Nivaldo Albuquerque (AL), Pedro Geromel (CE) e Wilson Santiago (PB)), e um estadual, Antônio Albuquerque (AL) da sigla pediram afastamento definitivo do ex-deputado. Eles alegam que Jefferson transformou o partido em “seu feudo”. Além de Roberto Jefferson, os deputados também pediram o afastamento de toda direção nacional, que assim como Jefferson usaram “de forma indevida o fundo partidário” e “por ofender o Supremo Tribunal Federal”. Ainda acusam o presidente afastado de usar os canais da sigla como “instrumento de agressão, de propagação de discurso de ódio e de ruptura ao Estado Democrático de Direito”. O pedido foi protocolado quinta-feira (21) no Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

“Conversas”
O próprio Jair Bolsonaro já está fritando André Mendonça. A declaração de Augusto Aras de que “tem tido conversas” em torno de sua possível indicação foi combinada quase que palavra por palavra com Bolsonaro.

Sair atirando
A demissão de dois secretários e dos adjuntos do Ministério da Economia reforçou a expectativa de demissão do próprio Paulo Guedes. As apostas no governo são de que ele pode “sair atirando”, como fez o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. No sábado (16) quando o presidente o chamou e disse em tom grave: “Paulo, decidi que o valor do benefício será de R$ 500 por mês, no mínimo R$ 400. Se você não gostar, paciência. A decisão está tomada”. Guedes não reagiu. Apenas balbuciou: “Sim, senhor”.

“É o Rio Tietê”
“Arthur Lira, presidente da Câmara, é o Rio Tietê”, diz Mário Sabino em Crusoé; “Arthur Lira é a mancha de óleo na praia; Arthur Lira é a carcaça do boi na caatinga; Arthur Lira é a queimada na floresta; Arthur Lira é a taturana; Arthur Lira é a vassoura de bruxa; Arthur Lira é o muro alto que separa a casa grande da favela; Arthur Lira é incancelável da paisagem nacional”.

Na bola
A Socios.com, empresa especializada em emissão de criptoativos para times de futebol, com sede fiscal em Malta, está se instalando no Brasil. Chega com astros de acordos já firmados com Flamengo, Corinthians e Atlético-MG.

Nova sigla 1
O presidente Jair Bolsonaro ainda procura uma sigla para se filiar para que possa tentar sua reeleição no ano que vem. E agora intensificou as conversas com o PL.  Num jantar, quarta-feira (20), no apartamento do senador Wellington Fagundes (PL-MT), foram discutidas algumas condições para sua entrada. Além do anfitrião e do Chefe do Governo, estavam presentes Valdemar Costa Neto, presidente do PL, a deputada Bia Kicis (PSL-DF),  a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), os senadores Jorginho Mello (PL-SC) e Carlos Portinho (PL-RJ) e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM). Uma exigência da agremiação para sua filiação é de que Bolsonaro consiga de levar para a sigla grande parte de seus aliados.

Nova sigla 2
O senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) disse que apesar da intensificação das conversas com o PL, o presidente continua dialogando com o PP, comandada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. “A chance de o presidente ir para o PL é muito animadora, tanto quanto a de ir para o PP. No PL, há um pouco mais de liberdade na construção dos palanques estaduais”. Outras condições impostas em ambos partidos seria o direito à preferência para escolher os candidatos ao Senado e ao governo em estados-chaves, como Rio e São Paulo.  Por isso o PL tem uma vantagem sobre o PP: o poder é centralizado por Costa Neto, enquanto a sigla do ministro da Casa Civil tem nomes fortes ligados ao ex-presidente Lula, principalmente no Nordeste. Jair Bolsonaro também vinha negociando com o PTB, mas com o pedido de deputados para o afastamento definitivo de Roberto Jefferson, as conversas paralisaram.

Derretendo
Há uma semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes trocou de pele diante de todo país, diz a Crusoé. O homem que havia prometido ao país o “capitalismo de verdade” realizou uma live para explicar como ele e Bolsonaro, em parceria com luminares do Congresso, decidiram arrebentar o teto dos gastos públicos. O economista Fábio Giambiagi, diz que “o governo está incidindo em todos os erros históricos de condução da economia brasileira. Enrustiu-se bastante o caminho que nos separa dos desastres da Argentina”.

Orgia fiscal
Desde que o governo anunciou que poderia furar o teto de gastos para aumentar o valor do Bolsa Família, o mercado financeiro despencou e as empresas listadas na Bovespa perderam R$ 284 bilhões em valor de mercado. Petrobras liderou as perdas com R$ 24,15 milhões, seguida por Vale, Magazine Luiza, Rede D’Or e Ambev.

Festa de aumentos
As distribuidoras já devem ter concluído não ser necessário satisfazer a clientela e sim os amigos da “agência reguladora” Aneel. A julgar pelos aumentos abusivos que conseguiram nas contas de luz, bem acima da inflação, a turma da Aneel deve estar feliz. Aumentaram as tarefas em Goiás (16,75% em média), São Paulo (12,4%) e Brasília (11,1%).

Tragédia
Durante as filmagens do filme Rust no condado de Santa Fe, capital do estado norte-americano do Novo México na quinta-feira (21) o ator Alec Baldwin disparou uma arma “cenográfica” e acabou atingindo dois profissionais da equipe: o diretor do filme, Joel Souza, 48 anos, que foi atingido no ombro e já foi liberado e a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42 anos, que não resistiu aos ferimentos e faleceu após ser levada ao hospital. Baldwin está abalado e jura que os disparos foram acidentais. Ninguém sabe se ele terá condições de continuar gravando. Os disparos aconteceram durante uma cena, segundo a polícia, mas ainda não se sabe se era um ensaio ou uma gravação. Detetives estão investigando como e que tipo de munição foi disparado. Dois dias antes de falecer, Halyna publicou em seu Instagram vídeo com a legenda: “Um dos benefícios de gravar um filme de velho oeste é que você pode andar a cavalo na sua folga”.

Desculpa
O presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre, ainda não deu previsão de quando marcará a sabatina de André Mendonça, indicado do presidente Jair Bolsonaro para o STF, há mais de cem dias. Ele começou a ventilar aos quatro ventos de Brasília, para que chegue até os ouvidos do presidente, que a demora e a não aprovação de Mendonça para o Supremo é porque o ex-AGU é a favor da operação Lava Jato e se aprovado se unirá à ala punitivista da Corte.

De volta
O STF declarou “inconstitucional” o sistema de sucumbência da reforma trabalhista. Estará de volta a enxurrada de ações que afugentam os investidores. É a indústria de indenizações rimando com extorsões.

Esfarelando
Ninguém vai sentir falta de mais uma bancada no Congresso. Mas o projeto de criação da chamada Frente Parlamentar Observatório da Pandemia para cuidar de projetos na área da saúde, está se esfarelando. Os motivos são os desentendimentos entre integrantes da CPI da Covid que encabeçariam o grupo, notadamente os senadores Omar Aziz e Renan Calheiros. Randolfe Rodrigues tenta fazer o papel de bombeiro, mas não vai dar.

Patrocínio
Além de atender aos pedidos de Michelle Bolsonaro, Pedro Guimarães liberou R$ 495 mil a WA Eventos e Promoções Esportivas, de seu ex-professor de natação. William Urizzi de Lima e o sócio Alberto Klar eram amigos do pai do presidente da Caixa, Daltely Guimarães, já falecido. Klar foi professor de natação do próprio Pedro Guimarães. A informação é da Crusoé.

Coleção própria
Em parceria com a C&A, Ana Clara Caetano e Vitória Fernandes, ou melhor a dupla AnaVitória estão lançando uma coleção de roupas. São 40 peças inspirada na canção Em voz alta que tem como guia a universalidade do estilo minimalista, mas passa longe da simplicidade, ou seja quanto mais clean é a peça, mais possibilidades você tem de deixá-la com o seu jeito. “Nosso desejo era fazer algo que abraçasse todos os corpos. Pensamos em como poderíamos fazer isso de forma poética e deu no que deu. Queremos incentivar a liberdade, podemos nos reinventar todos os dias”, disse Vitória. É o primeiro projeto de moda da dupla e a negociação com a marca foi rápida durou  cerca de um mês. As peças já estão à venda e custam entre R$ 60 e R$ 270.

OLHO MÁGICO
Fotos: Brianna Capozzi // Reprodução

Uma nova fase

Capa e recheio da revista Interview, Miley Cyrus, 28 anos, contou que em breve lançará novo álbum, que já está em fase de finalização. E agora com um estilo bem diferente: rock.  É seu primeiro álbum pela Columbia Records, após deixar a gravadora RCA. Sem desprezar toda sua carreira, no qual tem muito orgulho ela disse que se encontrou no rock e nesse estilo que quer se consolidar. “Estou prestes a completar 29 anos. Já passamos (ela e a banda) por muito. Quando estamos na estrada, falamos sobre solidão. Eu amo ter esses caras do rock autêntico e real na minha banda. Nós até revisitamos músicas que eu escrevi antes de ser capaz de fazer esse grande pivô sonoro em minha carreira, antes de descobrir o rock and roll. Agora, nós fazemos covers de minhas próprias canções. Pegamos minhas canções originais e as viramos de cabeça para baixo, e as fazemos arrebentar”. E as mudanças também estão acontecendo em seu site oficial, somente fãs inscritos tem acesso.

Edições Anteriores:  
 IN & OUT

 ;-) Pudim de iogurte com caramelo

:-( Pudim de papaia

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s