“As pessoas precisam entender que, atualmente, os mais pobres sustentam o conforto e a segurança dos privilegiados. O sigilo, com todo respeito, não ajuda nada nesta missão”,

de Janaina Pascoal, deputada estadual, sobre o sigilo que Paulo Guedes quer impor na reforma da Previdência.




Ano XVII -23 de abril de 2019


 

 

Tudo blindado
O Ministério da Economia blindou documentos que embalam a proposta da reforma da Previdência a ser votada pela Câmara. A novidade, se é que se pode chamar assim, é que os cidadãos não terão acesso a essas informações que serão liberadas se o Congresso aprovar. Por enquanto, os documentos dessa blindagem só poderão ser vistas por “autoridades e servidores autorizados”. É uma nova manobra de Paulo Guedes, da Economia e sua equipe, que pretende esconder jabutis que o projeto contém. Deputados e senadores já estão se movimentando até mesmo judicialmente, para liquidar com esse tipo de jogo de esconder.

Versão
Faz sucesso nas redes sociais uma versão brasileira da famosa dance music YMCA, celebrizada pelo conjunto Village People repleto de gays. A própria música fala sobre esse universo. Só que essa fala e goza do Supremo Tribunal Federal. E mostra figurantes  até revirando os olhinhos, mas liquidando a Alta Corte.

Quem perdeu
Analistas do mercado tem outra visão dos R$ 32,4 bilhões que a Petrobras teria perdido quando Bolsonaro suspendeu o reajuste do diesel. Quem perdeu mesmo foram os acionistas da Petrobras. E mais ainda os pequenos que não fazem movimentos rápidos. Esses tem poupança e só podem reclamar. A Petrobras tem como acionista o próprio governo federal. Tem em sua carteira do BNDES algo perto de R$ 40 bilhões.

Outros tempos
Nesse episódio Toffoli-Moraes, até Gleisi Hoffmann saiu em defesa da revista digital Crusoé e do site O Antagonista. Garantiu que seu partido nunca censurou veículos. Esqueceu que Lula queria expulsar do país o jornalista Larry Rother, que publicou no The New York Times que o ex-presidente bebia muito. E esqueceu mais de um projeto de “democratização dos meios de comunicação” (ideia de Franklin Martins) que acabou não conseguindo apoio por falta de amparo político e público.

Assim não dá
Adriana Ancelmo foi proibida pela Justiça de visitar Sérgio Cabral como advogada. Agora, só como sua mulher. A decisão foi tomada porque as autoridades penitenciárias do Rio reclamava que ela usava a prerrogativa de ser defensora do marido para não passar por revistas impostas aos visitantes comuns. Se quiser assumir a condição de defensora, terá de defender Sérgio oficialmente.

Currículo
O nome mais cotado para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação é o de Rodrigo Sérgio Dias, ex-presidente da Funasa e atualmente na diretoria da CPTM, em São Paulo. O TCU aponta o nome de Dias como um dos responsáveis por supostas irregularidades que teriam gerado prejuízo de R$ 7,7 milhões na Funasa, além de responder ação penal acusado de agressão à ex-mulher. O FNDE movimenta cerca de 80% do orçamento da pasta.

Nas nuvens
No portfólio de ativos da Avianca estão 149 slots (autorizações de pousos e decolagens em aeroportos) que deverão ser reduzidos para 16. Gol e Latam já sinalizaram interesse no negócio, com a possibilidade de aportarem R$ 140 milhões. Os irmãos Efromovich pretendem seguir com uma operação pequena, para não ter o mesmo destino da Varig, que afundou em dívidas e não conseguiu sair do setor aéreo.

Pernilongos e fogos
A Vivendas da Barra, condomínio da Barra da Tijuca, onde mora Jair Bolsonaro no Rio com sua família, está invadida por mosquitos, especialmente pernilongos. Todas as casas, inclusive a do Chefe do Governo, têm telas nas janelas e possuem as famosas raquetes elétricas.  Um vizinho contou que o hotel ao lado instalou um gerador próximo ao muro e Bolsonaro reclamou do barulho. Aí, ele comprou e disparou fogos de artifício em direção às janelas dos hospedes. A gerência desligou o gerador na mesma hora.

Onde está Wally?
O deputado e ex-senador Aécio Neves não aparece na cobertura de quaisquer eventos da Câmara Federal. Ele usa um acesso restrito para entrar e sair do plenário da Casa. Às vezes, usa até um jornal para esconder a cabeça.

Fazendo as contas
Analistas acham que o mercado sofre pela nova demanda de conhecimentos e habilidade, mas também pelo baixo crescimento.  Eles fazem contas diferentes do governo: acham que 35,5 milhões estão na informalidade. Somando 18 milhões de desocupados e desalentados (os que já desistiram de procurar emprego), o resultado é quase metade da força de trabalho nacional na informalidade. Esse é o problema.

Surpresinha
O presidente Jair Bolsonaro seria um dos incentivadores dos ataques contra seu vice Hamilton Mourão. Em um áudio o Chefe do Governo fala de algumas divergências contra ele e diz “em 2022 haverá uma surpresinha”.

Novo romance
Haverá uma reviravolta nos últimos capítulos de O sétimo guardião, na vida do personagem Marcos Paulo, o químico trans vivido por Nany People, humorista e atriz, 53 anos: ela viverá um grande romance com outro personagem de Aguinaldo Silva.

Colapso
Um bom exemplo do colapso da Previdência nos estados e municípios é de Campos Mourão, com 94 mil habitantes e localizada ao centro-oeste do Rio. Em 2017, a prefeitura teve de fazer um aporte de R$ 400 mil para manter equilibradas as contas da previdência municipal. Em 2020, serão necessários R$ 20 milhões. Não há cofre que aguente.

Fórum jurídico
A Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa recebe, até amanhã, um fórum jurídico recheado de brasileiros: Dias Toffoli, Alexander de Moraes, Rodrigo Maia e Sérgio Moro. O fórum será coordenado pelo ministro do STF Gilmar Mendes, do STF. Um grupo de alunos está realizando um apitaço, nariz de palhaço e faixas cobrando responsáveis pelo assassinato de Marielle e Anderson. Gilmar, na fórum, defendeu a decisão de Alexandre de Moraes de censurar a revista Crusoé.

Responsabilizado
Já o secretario do Governo, general Santos Cruz, é totalmente contra a censura imposta por Toffoli e Moraes. Ele diz que é a favor da total liberdade do cidadão. “Não importa se é A, B ou C, se tem algo incomodando, tem a justiça para recorrer. É importante manter os canais abertos, canais livres para a liberdade de imprensa”.  E emenda: “Se como essa exposição, não se comprova nada, o Estado precisa ser responsabilizado”. Ou seja, pagar pelo estrago cometido.

Outro canal
Num filme apagado no YouTube, Olavo de Carvalho diz que “as escolas militares não produzem nada de muito bom há muito tempo, só cabelo pintado e voz empostada”. E que “os milicos só fizeram cagada e entregaram o país aos comunistas”. O vídeo – surpresa – estava no canal de Jair Bolsonaro e depois de algumas horas foi apagado.

Bem amados
Para a embaixada dos EUA no Brasil estão cotados dois nomes: Todd Chapman, ex-número 2 em Brasília e hoje embaixador em Quito, que fala português fluentemente e um sênior do Departamento de Estado, Clifford Sobe, que já foi embaixador no Brasil no governo de George W. Bush e que tem proximidade com Jair Bolsonaro. Este na posse e em um dos jantares do presidente em Washington.

Arquivar
O ministro Marco Aurélio Mello já disse: suspender a censura na revista digital e no site é apenas um passo do escândalo nacional que Dias Toffoli e Alexandre de Moraes protagonizaram: o Supremo é que precisa blindar a sua atribuição constitucional, arquivando o inquérito teratológico aberto pelo presidente da Corte.

Definição
Em todas as palestras o ministro Paulo Guedes, da Economia, define quem paga a contas das lixeiras das estatais. “Está ficando claro para os brasileiros e para todo mundo o seguinte: tem cinco bancos, tem seis empreiteiras, tem uma produtora de petróleo e refinaria, tem três distribuidoras de gás e tem 200 milhões de patos”. Ironicamente, ele diz que as seis empreiteiras são da Lava Jato sendo estatais.

Pare de atrapalhar
O ex-candidato ao Planalto, João Amoedo, do Novo, que no segundo turno apoio Jair Bolsonaro, também está entre os brasileiros que acreditam que agora é hora de trabalhar para o Brasil voltar a crescer e desenvolver. “O governo precisa parar de atrapalhar. Quanto mais fácil for trabalhar, empreender, gerar empregos, mais o País se desenvolverá. Para isso, é necessário diminuir burocracias, reduzir a carga tributária, facilitar a abertura de empresas, garantir segurança jurídica e muito mais”.

Sem sigilo
O secretário da Previdência, Rogério Marinho, disse que existe uma série de distorções em cima da reforma da Previdência, inclusive sobre o suposto sigilo. “Estão criando uma “tempestade em copo d’água” em torno do suposto sigilo dos dados que embasaram os cálculos da reforma da Previdência”. E afirma: “Não tem sigilo. Os dados são públicos, a base de dados do governo é pública. Tem até site, tem endereço. Os dados do governo embasaram um estudo do Senado”.

Amigos de infância
O governador João Doria e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, estão se aproximando cada vez mais, em Brasília ou São Paulo. Os dois defendem a reforma da Previdência, Maia garante que Bolsonaro é contra e estão demarcando distância do presidente. Nesses encontros, também sempre está o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM).

Histórias de saias
A americana Roxane Gay, uma das principais defensoras do feminismo atual, lança entre nós, ainda este mês, pela Globo, o livro Mulheres Incríveis. São contos que colecionam com os mais variados perfis – cercada de privilegio e as que estão na pobreza ou em casamentos amorosos e abusivos.

Sempre ele
Carlos Bolsonaro anunciou “uma nova fase em minha vida” depois da repercussão do vídeo contra militares postados no canal do YouTube do presidente. Criou um desconforto entre militares e Bolsonaro e entre o PSL e o presidente, depois de postar filme de Olavo de Carvalho contra os militares. Ficou todo no canal de Bolsonaro da manhã de sábado (20) até o fim da tarde de domingo.

“Preço justo”
A Petrobras tenta fazer acreditar em “preço justo” do diesel, dizendo que o valor da bomba está 13% abaixo da média mundial. Não é bem assim: em países com produção semelhante, enquanto aqui um litro de diesel custa US$ 0,91, nos Emirados Árabes é 25% mais barato (US$ 0,68) e no Kwait, que produz menos que o Brasil, custa US$ 0,38, ou seja, 58% menos. Na América do Sul, Venezuela, Equador, Bolívia, Colômbia, Paraguai e Chile cobram menos pelo diesel e todos os produzem menos que o Brasil.

OLHO MÁGICO

fotos: Fernando Torquatto// Divulgação

Outras prioridades
Apontada como uma das melhores atrizes de sua geração Carol Castro, 35 anos, emendou um trabalho no outro. Saiu de O Tempo não para em janeiro e agora vive Helena em Órfãos da Terra.  Para viver a personagem Carol adotou um novo visual, cabelos levemente repicados e franja. Recém-separada do violinista Felipe Prazeres, com quem teve uma filha (Nina de quase dois anos) ela disse: “Um relacionamento nem sempre é eterno. Muitas vezes ele pode terminar antes do que se previa por inúmeros fatores”. Na trama Carol irá se envolver com um homem casado (Marco Ricca) que depois irá se separar para ficar com ela.

Edições Anteriores:  
__________________________________________________________
 IN & OUT

  ;-) Jiló

:-( Aspargos

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)


 

 

 

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br