“Vale a pena fazer o que o Lula fez? Vender a alma, ser presidente do Brasil e agora estar na cadeia?”

de Ciro Gomes, ainda sentido com suposta traição
do ex-presidente que prometeu apoio a sua
candidatura caso não conseguisse concorrer.


Ano XVII - 12 a 14 de outubro de 2019



 

 

Blindagem do MP
O novo procurador-geral da República, Augusto Aras, quer implantar regras rigorosas para restringir o fluxo de informações dentro do Ministério Público e também a comunicação dos procuradores com “o pessoal de fora”. Uma das medidas será a adoção de celulares criptografados para integrantes do MPF. Também deverá ser proibido o envio de qualquer documento oficial e mesmo troca de mensagens sobre operações em curso via WhatsApp e Telegram, esse muito usado por Moro, Dallagnol e colegas da força-tarefa da Lava Jato devassadas pelo hacker e entregues ao The Intercept.

Sem acordo
O Major Olímpio, líder do PSL no Senado, eleito por nove milhões de votos por São Paulo, acha que, se Eduardo e Flávio Bolsonaro deixarem o partido, será “um favor que fazem”. E a Carlos Bolsonaro faz um pedido: “Não encher o saco”. Mais: a ideia de que, vencendo uma batalha contra Luciano Bivar, Bolsonaro possa colocar o filho Eduardo na presidência nacional do PSL, deixa Major Olímpio transtornado – e antecipadamente.

Para veteranos
O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, pilotado pela polêmica Damares Alves, prepara um programa de políticas públicas voltada para idosos. É o governo Bolsonaro mirando na terceira idade, no “eleitor de rugas”, já pensando em 2022. O programa, como tudo nesse governo, não terá grande verba, mas deverá ganhar muita espuma.

Olho nos médicos
Dados da “Demografia médica 2018”: na cidade de São Paulo, há uma média de 4,98 médicos para cada mil moradores, enquanto no interior dos Estados da Região Norte, a razão é de 0,47, dez vezes menos. Na prática, um médico é responsável por atender 200 pessoas na capital paulista, ao passo que, em cidade do interior do Amazonas, por exemplo, dão dois mil pacientes a depender de um único profissional. A média considerada razoável pela OMS é de 2,5 médico por habitante.

De fora
Malgrado o governo americano tenha emitido uma nota dizendo que apoia o Brasil, a falta de apoio formal à candidatura do país a OCDE significa que Washington não o considera tão relevante. Estados Unidos e União Europeia há anos negociam a expansão da organização e o governo americano não quer que o grupo cresça de modo rápido. Mais: a entrada da Argentina foi proposta pelo secretário-geral da OCDE, Ángel Gurría e não havia possibilidade de vitória, nas eleições presidenciais, de qualquer kirchnerista. Agora, Alberto Fernandez deve levar – e pode haver chance de Buenos Aires não querer entrar na OCDE.

Candidato
Eunício de Oliveira não conseguiu se reeleger senador pelo Ceará, até com uma aliança do PT com o MDB. Agora, ele negocia de novo o apoio dos petistas para sair candidato à prefeitura de Fortaleza. Os analistas acham que seria dupla provocação a Ciro Gomes, ex-aliado petista e inimigo de Eunício.

Devagar
O programa Se joga nas tardes da Globo, que começou mal de audiência e conteúdo, melhorou um pouco e a emissora vai insistir. Fernanda Gentil está deixando seus companheiros Erico Brás e Fabiana Karla falarem, não interrompe, só que continua acham que ela é a grande atração. E o programa copia outros, até uma nova versão do “tirar o chapéu” do programa de Raul Gil.

Adiada
A estreia da CNN Brasil foi novamente adiada para o primeiro trimestre do ano, ou seja, muito provavelmente em março. Entrará no cardápio das operadoras de TV por assinatura e pretende competir especialmente contra a GloboNews.

Pergunta e resposta
Há dias, o cacique Raoni, que mora em Paris e atua na área ambiental e na defesa dos índios, chamou Bolsonaro de “doido”. O presidente tratou de revidar: “O cara põe uma tampa de privada nos beiços e o doido sou eu”.

Escondido
Dados do Inpe confirmaram queda de 40,54% no desmatamento da Amazônia legal entre julho e setembro – e ninguém falou nada até agora. Foram desmatados 1.341.12 quilômetros quadrados em setembro contra 2.255.31 em julho, no auge dos ataques de Emanuel Macron que chegou a publicar fotos de 20 anos atrás para espalhar sobre “Amazonas em chamas”. Os dados são do Deter, sistema usado pelo Inpe para fazer o monitoramento em tempo real do desmatamento e focos de incêndios.

Missão oficial
Todos os integrantes da comitiva brasileira que foi ao Vaticano para acompanhar a canonização da Irmã Dulce viajaram em jatos da Força Aérea Brasileira e terão direito a uma diária de US$ 400. Transporte em Roma, alimentação e hospedagem tudo será pago pelos órgãos oficiais. O vice-presidente Hamilton Mourão levou sua mulher Ana Paula, Davi Alcolumbre levou a sua, Liana Andrade e Rodrigo levou sua esposa Patricia Vasconcelos Maia. Detalhe: o senador Jaques Wagner, que é judeu, também estava na comitiva.

Moro também
Na semana passada, enquanto Bolsonaro tratava de bombardear Luciano Bivar, presidente do PSL, o agredido foi aplaudido durante jantar com bancada do partido no Congresso – e igualmente pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. Na ocasião, Bivar lembrou que o Chefe do Governo nunca teve apreço por partidos políticos. O PSL é a oitava sigla da carreira do presidente.

Procura-se
Até agora o clã Sarney não tem candidato à prefeitura de São Luis em 2020. José Sarney gostaria de lançar o neto, mas o jovem deputado Adriano prefere se manter à distância da dinastia. Entrou para o partido Verde e nem usa o sobrenome Sarney. Ele é filho do ex-ministro Sarney Filho que, por enquanto, se mantém distante do Maranhão. Hoje é secretário do Meio Ambiente do Distrito Federal.

Pior é o brasileiro
Na semana passada num evento Luciano Huck falou sobre combate às desigualdades e, entusiasmado resolveu dizer que “pior do Brasil é o brasileiro” e tascou: “O Brasil de fato nasceu com defeito de fábrica, a gente nasceu corrupto, defeito de fabricação. Nós temos que corrigir”. Aí, deu um branco geral – e ninguém aplaudiu.

É a vez de Tabata
Depois da participação do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a convidada desta segunda-feira (14) do programa Roda Viva será a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP). Há quem diga que a jovem parlamentar está disposta a opinar sobre tudo, mesmo contrariando seu partido. Aliás, ela ainda está correndo o risco de ser expulsa da sigla por ter votado a favor da reforma da Previdência, contrariando decisão adotada pelo PDT.

Comemoração à toa
Muitos adversários do Jair Bolsonaro comemoraram a decisão dos Estados Unidos de não apoiar a candidatura para entrada no Brasil na OCDE. Não era bem assim: lobo o governo americano divulgou nota dizendo que apoia a entrada do Brasil. Entre os que comemoravam estavam Ciro Gomes que escreveu ironizando no seu Twitter: “I love you…”; e senador Humberto Costa (PT-PE) que também tuitou: “O lambe-botas do Jair Bolsonaro, que tinha anunciado o apoio americano como grande trunfo, passa mais uma humilhação mundial. Que invertida! Que vergonha!”.

Já cumprimos 82
O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também resolveu a entrada do Brasil pelos EUA para entra na OCDE. Lorenzoni disse que o país é um dos mais preparados para o ingresso na organização. E emendou: “Nunca um país esteve tão adiantado para entrar na OCDE. Dos 253 requisitos exigidos pela organização, já cumprimos com 82. Outros 66 estão em análise e o restante em preparação”.

172 pessoas
Com pouco mais de um mês de instalação, a CPI da Fake News quer finalizar os trabalhos até 23 de dezembro. E pretende ouvir 172 pessoas. Até agora foram enviadas 91 convocações e outras 81 ainda estão em análise. Para cumprir o prazo, a CPI terá que correr porque falta pouco mais pouco mais de 70 dias para o prazo final, ou seja, terão que ouvir mais de duas pessoas por dia.

Sem misturar
O governador do Rio, Wilson Witzel, apesar das críticas ao governo Bolsonaro e o entrevero com Flávio Bolsonaro, diz que não existe nenhum problema entre ele e o Chefe do Governo. “Não tenho nenhum problema com o presidente Bolsonaro, nem ele comigo. Nós somos amigos. Antes de ele ser presidente e eu governador, já éramos amigos. Há divergência? Há, mas a gente resolve no campo da discussão, da política. Não há inimizade. Não tenho problema com Flávio Bolsonaro, com Carlos Bolsonaro, com Eduardo Bolsonaro. Eu tenho respeito por eles, eles por mim. Aquilo que for consenso vamos estar juntos. O que não for a gente discute para chegar a um denominador comum.”

Barrado no baile
Nas 1.024 páginas do último volume dos “Diários da Presidência” sobre os últimos doais anos do período em que Fernando Henrique Cardoso era presidente do país, não há menos citação do então deputado do baixo clero Jair Bolsonaro. Na época, o Capitão não conseguiu atrair a atenção do Chefe do Governo. Em outros tempos, na televisão, Bolsonaro chegou a pedir o fuzilamento de FHC.

Novo livro
Chega dia 14 de novembro às livrarias nacionais o novo livro de Chico Buarque de Holanda Essa gente. Trata de um decadente que passa por um deserto criativo e emocional enquanto, ao seu redor, o Rio de Janeiro está em colapso. É uma tragicomédia que já está em pré-venda nas livrarias virtuais.

Dia das Crianças
É só no Brasil: Suzane von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga foram beneficiadas pela chamada “saidinha” (estas todas no presídio de Tremembé) do Dia das Crianças. Richthofen foi condenada pelo assassinado dos pais. Jatobá pela morte da menina Isabella, de quem era madrasta e Elize pelo esquartejamento do marido.

Bloqueio
O Tribunal Regional da 4ª Região determinou o bloqueio de R$ 17,7 milhões do ex-deputado do PT Cândido Vaccareza. Ele é réu por associação criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro e teve os bens congelados para garantir a reparação de bens e pagamento de multa, caso condenado. Vaccareza teria recebido US$ 518,5 mil da Sargeant Marine, contratada pela Petrobras para fornecimento de asfalto.

Sem oposição
O líder do PSL na Câmara, o delegado Waldir, afirmou que a sigla não fará oposição ao governo na Casa, independente dos rumos a serem tomados por Bolsonaro. “Temos ideias semelhantes. Vamos prezar pela governabilidade porque fomos eleitos defendendo as mesmas pautas”.

Elogios
Ainda o delegado Waldir: ele rasgou elogios ao presidente do PSL, Luciano Bivar: “Nosso presidente tem mais de 70 anos, cabelos brancos, uma mega experiência. Nunca tiveram nada contra ele. É uma pessoa já realizada, com patrimônio”.

Quer casar
O ex-presidente Lula, deu entrevista a à TV francesa France 24 e mais uma vez afirmou que não quer progressão de pena e sim provar sua inocência “Quero provar que os ladrões são os que me prenderam”. E ainda revelou quais são seus planos quando deixar a prisão. “Eu sou um homem de 74 anos e me sinto com a energia de 30. Ainda quero me casar quando sair daqui”.

Pressão
Por falar em Lula, os filhos e a namorada Rosângela Silva tentam convencer o ex-presidente de aceitar a progressão da pena para o regime semiaberto. O que anima um pouco o petista é que ele poderia ver a namorada por mais tempo. E Lula até já teria uma mesa reservada na sede da CUT em Curitiba, onde seria colega, em sala separada, dos ex-tesoureiros do PT João Vaccari e Delúbio Soares que dividem o mesmo espaço. Só não se sabe em qual área Lula irá atuar.

Devastador
Joseph Safra e o Banco Safra são citados 68 vezes por Antônio Palocci em depoimento devastador à Polícia Federal sobre suas relações com o ex-presidente Lula. O ex-ministro confessa ter recebido propina do Safra e garante que o banco subornava Lula. Seriam tantas e tão graves acusações que poderiam provocar uma nova ação específica da Lava Jato.

Ordem de Lula
No anexo 6 da delação de Palocci, o ex-ministro conta como a Aracruz Celulose, do grupo Safra, teria sido salva com R$ 2,4 milhões liberados por ordem de Lula. E Palocci ainda diz que Safra pagou os favores recebidos por Lula com propinas em forma de “doações” ao PT de R$ 2,5 milhões só em 2010. Depois, deu R$ 10 milhões para a campanha de Dilma (2014) e R$ 2 milhões para a campanha de Fernando Haddad em 2012.

Não ligam
O general Luis Eduardo Ramos, da Secretária do Governo, transformado em articulista político por Bolsonaro, não está tendo bons resultados em suas negociações com os congressistas porque os titulares de Pastas não levam a sério seus acordos e recomendações. Muitos reclamam que “ele não é do ramo”.

Mais um
O Grupo Caoa (Ford/ Hyundai/ Chery) já teria assinado um acordo com a chinesa Changan para produzir veículos da marca no Brasil. O problema é que a parceria pode nem sair do papel. Depende da decisão de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono da Caoa, de comprar a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo. Se a compra micar, mica o acordo com a Changan.

Final da linha
Mais um casamento chega ao fim em 2019.  Trata-se da cantora Tânia Mara e diretor Jayme Monjardim. Eles estavam juntos há aproximadamente doze anos e tem uma filha de 9 anos, Maysa, em homenagem a mãe do diretor. Apesar de tanto tempo juntos, eles só oficializaram a união no ano passado.  

OLHO MÁGICO

fotos: Divulgação

Superando as dificuldades
A Conexão Globosat promoveu evento na noite de quinta (10) para promover suas parcerias, posicionamento com relação ao mercado, suas novas atrações e produções para o conteúdo multiplataforma no Golden Hall WTC, em São Paulo. Por lá passaram várias famosas dos canais que integram o grupo. Entre tantas, mostrando estilos completamente diferentes estavam, da esquerda para direita, Ivete Sangalo, que assumirá no ano que vem o comando do Musica Boa; Mônica Martelli, uma das integrantes do Saia Justa; Fernanda Paes Leme, que comanda o Desengaveta, que está na quarta temporada; Didi Wagner, que comanda há 13 anos Lugar Incomum; Anitta, que pilota o Vai Anitta; e Monique Alfradique, que participou de várias séries do grupo.

Edições Anteriores:  
__________________________________________________________
 IN & OUT

 

;-) Delineado gatinho



:-( Delineado egípcio

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)


 

 

 

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s