“Negar habeas corpus passou a ser virtude cívica. A construção do Supremo se deu exatamente na doutrina do habeas corpus e não com a covardia de não conceder habeas corpus”,

de Gilmar Mendes, ministro do STF, justificando a inúmeras soltura concedidas por ele.

Ano XV - 25 a 27 de novembro de 2017

 

Contra Natal
A liquidação Black Friday está praticamente consolidada como data mais importante para o varejo do que o Natal. O evento, importado dos Estados Unidos há sete anos, ganhou musculatura e segundo analistas do varejo, está esmagando o Natal. A ideia de antecipá-lo para setembro não vingou, o que poderia escoar estoques do Dia dos Namorados e Dia dos Pais.

Barômetro
A apresentação do novo texto da reforma da Previdência, na semana passada, foi feita para 170 convidados (deputados, assessores e ministros) em jantar promovido por Michel Temer, no Alvorada. O governo esperava em torno de 300 convidados.

Plano B
Se Joaquim Barbosa não topar ser candidato ao Planalto pelo PSB, o partido deverá apoiar a candidatura de Ciro Gomes, mesmo que o ex-ministro Aldo Rebelo tenha pretensões presidenciais. Mesmo assim, os socialistas conversam com o PSDB e com a Rede.

Porcina
Nesse imbróglio em torno do vai-não vai de Carlos Manun (PMDB-MS) para a Secretaria do Governo, o deputado – um dos mais fiéis a Michel Temer – ganhou o apelido de Viuva Porcina. Era o personagem de Regina Duarte na novela Roque Santeiro, que popularizou o mote “aquela que foi sem nunca ter sido”.

Outra “república”
O condomínio de luxo no litoral fluminense onde Sérgio Cabral e demais integrantes de seu grupo tinham casas cinematográficas havia ganhado uma designação especial: era a “República de Mangaratiba”. Agora, anda vazia. A maioria dos proprietários das mansões está na cadeia.

Causa e efeito
No domingo (19), o ministro Dias Toffoli, do Supremo, esteve no Palácio do Jaburu, conversando com o presidente Michel Temer, que resiste a restrições do foro privilegiado, que beneficia cerca de 30 mil autoridades no país. Na quinta-feira (23), o mesmo Dias Toffoli pediu vista do processo que limitava o foro, o que já ganhara maioria no STF – e não tem prazo para trazê-lo de volta. Mais: o Legislativo só deve retomar o debate sobre o foro em março. 2017 tem menos de quinze “dias úteis”.

Água na boca
O deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), que frequenta a Câmara diariamente (cumpre regime semi-aberto na Papuda), está no isolamento por tentar retornar à prisão carregando na cueca dois pacotes de biscoitos e um de queijo provolone, está inconsolável. Não devido ao isolamento, mas por causa de que as gulodices foram degustadas pelo pessoal da carceragem. E além disso, teve seu regime semi-aberto revogado.

Penúria
Neste ano, o país registrou grandes enchentes, desabamentos de encostas e outras tragédias e o governo não conseguiu fazer quase nada pelos atingidos antes, durante e depois. No orçamento de 2018 para o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais estão destinados R$ 19,8 milhões. Segundo os técnicos, são insuficientes para manter a rede de estações e monitoramento.

Ciúmes
As excessivas atenções de Michel Temer para o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, não agradaram Eunício Oliveira, presidente do Senado. Para a posse de Alexandre Baldy no Ministério das Cidades, quando Maia até discursou, o Planalto convidou Eunício. Quem estava lá, achou que ele estava com cara de muxoxo – e não discursou.

É para valer
Algumas cabeças do PPS espalham que a decisão do apresentador Luciano Huck de não se candidatar ao Planalto não seria para valer e que ele apenas quer se livrar da pressão diária. Ledo engano: Huck está fora mesmo, para alegria de sua mulher Angélica e de seu irmão Fernando Grostein. Na última pesquisa interna que chegou às suas mãos, estaria, numa simulação sem Lula e com Jair Bolsonaro em primeiro, empatado com Marina na segunda colocação. O que pesou mais na decisão: ele ganha cerca de R$ 1 milhão por mês na Globo, incluindo merchandising.

Teatral
Pedro Cardoso, que mora em Lisboa e está lançando O livro dos títulos, seu primeiro romance (depois de A Grande Família ficou fora da TV) foi ao programa Sem Censura, na TV Brasil e protagonizou um gesto teatral. Manifestou-se contra “estar num programa numa empresa que está em greve” e saiu de cena. A EBC distribuiu nota dizendo que respeita “diversidade de opinião e direito de greve”. Detalhe: Pedro não conseguiu divulgar seu livro.

Aumento
No começo do ano que vem, o prefeito João Doria terá que reajustar as passagens de ônibus em São Paulo porque a conta do subsidio já ficou insustentável. O bilhete foi reajustado há quase dois anos. A correção, fatalmente, provocará protestos e a mídia vasculhará bastidores dos contratos das empresas de ônibus que, há décadas, controlam a área.

Estremecidos
Não chega ser novidade entre tucanos do primeiro time: não convidem para o mesmo jantar Tasso Jereissati e José Aníbal. Eles poderão voltar a trocar insultos dos mais indigestos.

Na lista
A expulsão da senadora Kátia de Abreu (TO) do PMDB, já era esperada e para muitos aconteceu muito tarde. Agora dizem que existe uma pequena lista de expulsões que será posta em prática lentamente. Há quem diga que o próximo será o também o senador Roberto Requião (PR). E que Renan Calheiros (AL) também estará na lista. Kátia e Requião votaram contra o impeachment de Dilma, contra reforma Trabalhista e já se declararam contra a reforma da Previdência.

Ameaça
Ainda Roberto Requião: depois de ver sua amiga expulsado partido e sabendo que está na lista para também ser expulso, ameaçou soltar os cachorros com duras críticas ao presidente Michel Temer, a seu governo, e ao próprio presidente do PMDB, Romero Jucá. O senador então o desafiou a fazê-lo e por enquanto Requião não se manifestou.

Lá fora
O veterano Sérgio Mallandro, 62 anos, vai atacar de stand-up nos Estados Unidos em dezembro. Tem apresentações marcadas nas cidades de Miami, Orlando, Newark e Boston, onde existem grandes colônias de brasileiros.

Complicado
O prefeito João Doria já se conscientizou de que não há chance de sair candidato ao Planalto. E também não tem certeza de que Geraldo Alckmin empunharia sua bandeira para o governo de São Paulo. Já existem outros candidatos e o senador José Serra é o favorito. Além disso, é bom de voto no estado. Mais: as relações entre Alckmin e Serra voltaram a ser amistosas.

Outro partido
A recém-expulsa do PMDB a senadora Kátia Abreu já tem outro partido em vista. Pode ingressar no PDT, presidido por Carlos Lupi, ex-ministro de Dilma, para disputar o governo de Tocantins. Há quem diga que Dilma Rousseff faz campanha para ela ingressar no PT.

Cansados
O deputado Carlos Marun (PMDB-MS), ainda cotado para assumir a pasta da Secretaria do Governo, revelou que as duas denúncias contra Michel Temer votadas no Congresso, deixaram a imagem do presidente arranhada. Por isso, muitos deputados, mesmo sabendo a importância da reforma da Previdência, não tem ânimo de votar a favor.

Mais de R$ 1 milhão
O Congresso Nacional deverá aumentar o orçamento da Câmara e do Senado para 2018. Os órgãos terão um orçamento de R$ 10,5 bilhões por ano, ou seja, cerca de R$ 1,2 milhão por hora.

Sem sede
A Presidência da República acaba de reservar R$ 6,2 mil para compra de água. No total são 10 mil unidades de um 1,5 litro sem gás e 516 de 500 ml com gás.

Todas as armas
Mesmo sabendo que será muito difícil e sendo aconselhado para deixar a votação da reforma da Previdência para o ano que vem, o presidente Michel Temer se empenha para que a fatura seja liquidada ainda este ano. Há quem garanta que o Planalto pode ter reservado cerca de R$ 14,5 bilhões para trocar votos. Se tudo ocorrer como o planejado pelo Governo a votação deverá acontecer até o dia 14 de dezembro.

Recepção
Adriana Ancelmo, mulher de Sérgio Cabral está novamente presa. Ela foi levada para o mesmo presídio que está o marido, a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica. Ao chegar lá foi recepcionada por um grupo de manifestantes que gritavam “pilantra” entre outros adjetivos.

Mais um
Jair Bolsonaro está com a filiação pré-datada no PEN, que vai virar Patriota, para o dia 10 de março do ano que vem. O partido ainda tenta atrair outros políticos e nomes para a sigla. Uma das principais conversas está envolve Ronaldinho Gaúcho, que deverá fixar domicílio eleitoral em Minas Gerais e concorrer a uma cadeia de deputado federal por lá.

Olho vivo
Amigos chegados a Luciano Huck tem aconselhado o apresentador a vistoriar a situação trabalhista de todos os funcionários de suas empresas. A mesma recomendação se aplica a projetos incentivados do Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias, fundada por Huck há 13 anos. Alguns acham que são potencias pontos de ataques de adversários, caso o apresentador volte atrás e resolva sair candidato à Presidência.

Território
O ex-presidente José Sarney está em campo para retomar seu território no Maranhão, começando pelo governo do Estado. Quer montar uma grande aliança em torno da candidatura de Roseana Sarney que poderia ter, além do PMDB, o PSDB e o DEM.

Mais difíceis
Nas contas do núcleo duro do Planalto, faltariam apenas 40 votos para ser alcançado um cenário tranquilo na apreciação da reforma da Previdência. Esses são considerados os deputados mais difíceis de conquistar. Mesmo assim, o governo continua batalhando para convencê-los ainda em dezembro. Já Rodrigo Maia, presidente da Câmara, mais cético, acha que não vai dar tempo.

Quatro meses
O ministro Alexandre de Moraes pediu vista do julgamento sobre o foro privilegiado no dia 1º de junho. liberou seu voto 121 dias depois, ou seja, praticamente quatro meses. O julgamento foi retomado na quinta (23), 56 dias após a liberação de Moraes. Agora, já há até apostas sobre o tempo que Dias Toffoli segurará a ação, depois de pedir vista.

Justificativa
Ainda o foro: ao justificar seu voto, o ministro Alexandre de Moraes, que sugeriu a criação de uma alternativa para limitar o privilégio colocou alguns números de roubos no Brasil. Ele afirmou que na Europa não se rouba tanto celular quanto no Brasil e justificou que lá Polícia, Ministério Público e Justiça atuam juntos na receptação. E ainda sugeriu a criação de uma nova infraestrutura para a Justiça brasileira. “Não há culpados, ou somos todos culpados, a legislação precisava ser alterada, a rapidez e a infraestrutura da Justiça precisam ser melhoradas, mas voltando à questão específica”.

Clássico e extravagante
Estilos bem diferentes marcou a entrega do 22º Prêmio Avon de Maquiagem, que aconteceu quinta-feira (23), na Bienal no Ibirapuera, em São Paulo. De um lado a Luiza Brunet com um vestido rose clássico, de outro, Marisa Orth que ficou responsável pela apresentação do evento com um vestido extravagante. O show ficou pzor conta de Karol Conka que se mostrou num vestido transparente.


OLHO MÁGICO

É a vez de Barbara
A atriz Barbara França, 25 anos, está no elenco da novela Tempo de Amar e vem ganhando grande destaque na pele de Celina, filha de Bernardo (Nelson de Freitas) e Alzira (Débora Evelyn). Ela fez várias participações em novelas e série, mas ganhou evidência como a vilã na edição passada de Malhação. Capa e recheio da revista Mensch ela conta que é vaidosa só que não é escrava do padrão de beleza e que gosta de malhar principalmente ao ar livre. Confessou “Quando não tenho tempo de malhar, subo até o 9o andar de escada para estar sempre mantendo o corpo ativo”.


Projeto Down

Edições Anteriores:  
__________________________________________________________
 IN & OUT

  ;-) Vestido de festa longo.


:-( Vestido de festa curto.

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna foi fechada às 18h do dia 17/11/2017

 



 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br