“Não vou colocar o meu na reta”,

de Jair Bolsonaroem  jantar com empresários, afirmando que irá respeitar o teto de gastos e a responsabilidade fiscal quando sancionar o Orçamento.

Ano XIX - 10 a 12 de abril de 2021

 

Letalidade por idade
Os maiores de 60 anos de idade são uma população especialmente vulnerável ao covid-19: 82,9% dos óbitos hospitalares verificados nas internações ocorreram nessa faixa etária, que representa apenas 15,7% do total de 212 milhões de brasileiros, estimados pelo IBGE. Também a mortalidade aumenta com a idade: 38,7% nos maiores de 80; 14,73% naqueles entre 60 e 69 anos; 5,52% entre 19 e 59 anos e 0,96% entre 0 e 17 anos. São dados do estudo do DRG Brasil, que abrange 334 hospitais com 53.822 leitos, cobertos pela saúde complementar e pelo SUS no país. Foram analisadas 60.384 internações no período de março/ 2020 a março/2021.

“Novo cangaço”
A cidade de Mococa, interior de São Paulo, é a 30ª cidade do estado, a conhecer, desde 2018, o terror levado por quadrilhas especializados em ataques violentos a instituições financeiras, o chamado “novo cangaço”. Mais: uma das novidades dos bandidos na ação de Mococa foi o uso de drones e talvez por isso, quando a polícia chegou, os bandidos já haviam fugido.

Primos entre si
Presidente do Clube Militar, o general Eduardo José Barbosa, 65 anos, é adepto das teses do bolsonarismo: é contrário à suspensão de atividades não essenciais por meio do lockdown, tem oposição crítica sobre atuação dos governadores e prefeitos, acredita haver uma “ditadura da toga” liderada pelo Supremo e concorda com o Chefe do Governo quando recusa tomar vacina contra a covid-19, que também não quer receber.

Corda bamba
O presidente americano, Joe Biden, promove um encontro com 40 chefes de Estado no dia 22 para discutir a pauta climática. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, investe todas suas fichas para arrancar US$ 1 bilhão de ajuda estrangeira para as florestas nesse encontro e  assim assegurar sua permanência no cargo. Conseguir algum dinheiro de Joe Biden é algo quase impossível, mas Salles vai se segurando. Por outro lado, tem estreitado suas relações com os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco.

Estremecidos
Depois que soube que foi xingado de “vagabundo” no jantar de empresários na mansão de Washington Cinel, dono de empresas de segurança e alimentação, João Doria ficou irritado. Cinel sempre foi parceiro das excursões promocionais da Lide, empresa criada por Doria, onde é membro do comitê de gestão até hoje. Nos eventos da associação, onde ganhou prêmios, era sempre um dos oradores. Agora, é mais próximo de Bolsonaro do que de Doria. Seu interlocutor em Brasília é o ministro Fábio Faria, um dos idealizadores do jantar da semana passada.

Antirrábica
João Doria tem ironizado as mensagens que Bolsonaro e seus seguidores lhe enviam. Na semana passada, depois de novo ataque, respondeu, por Twitter, ao Chefe do Governo: “Além da Coronavac, o Butantan é especialista em antirrábica (vacina para raiva). Fique tranquilo, vou te vacinar”.

Não é mais aquela
Sérgio Moro preferiu não assinar o manifesto pró-democracia lançado por presidenciáveis. Já Marina Silva não foi sequer procurada por Ciro Gomes, Luciano Huck, João Doria, Eduardo Leite, João Amoêdo e Henrique Mandetta. Das duas uma: ou os idealizadores da carta aberta consideram que Marina ainda é de esquerda ou, o que é mais provável não a enxergam como uma presidenciável em 2022.

O mesmo
Valdemar Costa Neto, dono do PL, não muda: depois de emplacar a deputada Flávia Arruda na Secretaria do Governo, quer fisgar agora o comando do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. O partido deu as cartas na autarquia do governo Dilma. Valdemar é especialista na área.

Aplaudido
Jair Bolsonaro foi aplaudido no jantar com empresários da semana passada, o que provocou uma verdadeira avalanche de críticas na mídia. Os analistas queriam saber por que ele foi aplaudido pelos empresários milionários. Uma das presenças lá era de Cláudio Lottemberg, presidente do conselho do Einstein, superlotado com pacientes da covid-19 e esgotamento de equipes. Alguns deixaram a casa de Washington Cinel dizendo-se “esperançosos” e “tranquilos”.

Missão
O presidente Jair Bolsonaro nomeou o novo ministro da Justiça, Anderson Torres, para reconstruir pontes com o Legislativo. Com relação estreita com a bancada de bala, o delegado federal tem como desafio buscar reaproximação a frente parlamentar do Planalto.

Fragilidade
O ministro Luís Roberto Barroso obrigou o Senado a instalar uma CPI sobre omissões na pandemia. Existe um ditado no Congresso de que é possível saber como uma CPI começa, mas não como ela termina. A instalação de uma investigação nesses moldes no momento atual  é um duro golpe para o presidente Jair Bolsonaro, que ficará numa situação de extrema fragilidade perante o Congresso.

Tempo real
O lançamento do PIX, sistema de pagamento instantâneo liderado pelo Banco Central há mais de quatro meses, fez  o Brasil subir uma posição entre os dez países que mais geram transações em tempo real no ano passado, alcançando a oitava colocação e superando os Estados Unidos, que ficou em nono lugar. Foram 1,3 bilhão de transações em 2020, um aumento de 58% em relação ao registrado em 2019, mostra um relatório global da ACI Worldwide e GlobalData.

Na frente
Entre  os 48 mercados pesquisados globalmente, foram processadas mais de 70,3 bilhões de transações de pagamentos em tempo real em 2020, avanço de 41% . A Índia está na primeira posição com 25,5 bilhões de transações de pagamentos em tempo real, seguida pela China, com 15,7 bilhões.

Animais
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tem pregado aos bancos públicos, especialmente BNDES, que financiem a conversão de fábricas de vacinas animais para a produção de imunizantes contra a covid-19.

50% paradas
A combinação do aumento de casos da Covid-19 com falta de componentes levou ao fechamento de metade das 60 fábricas de montadoras nas últimas duas semanas e 65 mil funcionários ficaram em casa, o equivalente de 60% da mão de obra do setor, sem contar pessoal que já estava em home office. A maioria retornou às atividades,  mas dez seguem fechadas, com um total de 5 mil trabalhadores em licença ou férias coletivas.

Bicentenário
Em meio à catástrofe da covid-19, o governo Bolsonaro pensa na celebração dos 200 anos da Independência. A largada deve ser dada em setembro deste ano, com o anúncio oficial dos eventos e abertura do ano do bicentenário. Às vésperas das eleições presidenciais as comemorações têm tudo para se transformar em campanha de Bolsonaro travestida de festejos cívicos.

Agenda nacional
Ainda o bicentenário da Independência: no Planalto, fala-se em um mês inteiro de comemorações, que culminaria com a parada militar de Sete de Setembro, em Brasília. Uma das ideias é espalhar os eventos e solenidades por diversas cidades do país, ou seja, uma ampla agenda que permitiria ao presidente Bolsonaro cruzar o Brasil.

Vende-se
Depois de quase dois anos do encerramento das conversas com a LyondellBasell, a Odebrecht (hoje Novonor) está iniciando novas conversas com possíveis compradores de sua fatia na Braskem. A expectativa é que, até o fim do ano, a companhia esteja próxima de assinar um acordo formal da venda do controle da petroquímica. A fatia tem um valor de mercado de R$ 13,2 bilhões.

Tentativa
Ainda Washington Cinel, anfitrião do jantar para empresários milionários na semana passada: desde a eleição de 2018, ele se equilibra entre a relação cada vez mais estreita com o Planalto e a antiga amizade com João Doria. Ainda é presidente da Lide Segurança, braço da associação criada por Doria. Mais: já tentou uma reconciliação entre Bolsonaro e o governador paulista, mas os dois torceram o nariz. Hoje, Cinel e Flávio Rocha tem sido quase representantes de grande grupo de empresariado junto ao presidente.

Questão de timing
Há quem diga que o BNDES errou no timing, quando zerou sua participação na Vale há cerca de um mês. Agora, as ações da mineradora subiram quase 8%. Em valores de hoje, o BNDES  teria amealhado  R$ 1,8 bilhão a mais na operação.

Chineses
Circula no Ministério da Infraestrutura o nome da China Railway como candidato à compra da Malha Oeste, licença da Rumo Logística que será relicitada pelo governo. Por outro lado, a chinesa Shadong Haiying também é candidata à compra da zona de processamento de exportação do Acre. A ZPE será  leiloada ainda este mês, a preço de banana: o lance inicial é de R$ 27 milhões.

Olho vivo
Contra as provocações do ministro Nunes Marques, Gilmar Mendes tem o poder de mandar de volta para a primeira instância os processos contra o senador Flávio Bolsonaro, onde não demoraria a sair um mandado de prisão. Dificilmente o fará antes que a vaga do STF esteja definida. Como disse em seu voto em defesa da ciência, “os bobos ficaram de fora da Corte”.

Uma ou outra
O delegado Paulo Maiurino, novo diretor-geral da Polícia Federal, ligado a Anderson Torres, ministro da Justiça e nomeado com o aval de Bolsonaro, já trabalhou no governo de Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo. Quem conviveu com ele, considera Maiurino dono de dotes de conversações política e sua indicação foi bem recebida por entidades policiais. No novo cargo, ficará entre duas ações: esfriar investigações que envolvem o clã Bolsonaro ou proteger a corporação das pressões do presidente.

Ameaçados
Os nomes dos superintendentes da Polícia Federal no Rio de Janeiro e Distrito Federal, respectivamente Tácio Muzzi Carvalho e Carneiro  e Márcio Nunes de Oliveira, poderão ser trocados mais cedo do que se espera. No Rio, Bolsonaro se preocupa em conter investigações contra o filho Flávio no suposto esquema da “rachadinha”; no DF a queda de Oliveira poderia ser uma manobra para abafar o inquérito recém-aberto pela PF contra Jair Renan Bolsonaro.

Pinóquio 1
Segundo pesquisa feita pelo aplicativo de paquera Happn, o brasileiro é o que mais conta mentiras na hora da paquera. 51% dos usuários brasileiros do aplicativo afirmam que já  usaram mentiras no momento que estavam flertando. Bem acima da média mundial que é de 29%. Entre as mentiras mais contatas pelos brasileiros está a idade (30%) e 22% não revelam seus gostos pessoais (como fumar, beber e prática de esportes). A pesquisa mostrou que os principais motivos para mentirem no momento da paquera é para chamar a atenção do crush (35%), seguido pelo receio de ser julgado (23%) e por sentir vergonha de algo pessoal (13%).

Pinóquio 2
Ainda sobre a pesquisa feita pela Happn: depois de estabelecido a paquera on-line as mentiras mais usadas são: quase não entro no app (47% dos brasileiros e 35% da média mundial); é a primeira vez que uso app de paquera (28%, Brasil e 26% mundo); e não conseguir te encontrar hoje / estou preso (a) no trabalho (24% usados pelos brasileiros e 17% média mundial).

Sua própria marca
A modelo Sasha Meneghel, 22 anos, que acaba de lançar uma coleção de jeans em parceria com a Cantão sonha em ter sua própria marca. “Eu me formei, no ano passado, em Design de Moda, com foco em sustentabilidade. Depois disso, tenho tido a felicidade de encontrar parceiros que dividem ideias semelhantes às que tenho. E um sonho, não tão distante eu espero, é lançar minha própria marca”. E completa: “Minha mãe me inspira diariamente, em todos os gestos, mas principalmente na simplicidade, na dedicação e na forma de amar. Na moda, cresci enxergando um pouco de tudo. Com isso, fui entendendo a moda como ferramenta para passar uma mensagem”.

 

OLHO MÁGICO
Fotos: Abdm Studio // Reprodução

Soltando o verbo

A rapper Cardi B, 28 anos, começou sua carreira há 5 anos como atriz  da série de reality-show Love & Hip Hop: New York, somente depois que ingressou na música. Já reconhecida pela Forbes como uma das rappers mais influentes de todos os tempos está na capa da revista XXL Magazine (especializada em hip hop e rap). E soltou o verbo falando quem são suas verdadeiras amigas na música: Megan Thee Stallion, com quem fez parceria no mega hit WAP, e Doja Cat. Mais falou que não gosta de comparações com outras cantoras. “Eu odeio quando me comparam. No ano passado, as meninas estavam lançando músicas. Megan, Doja, Nicki Minaj. E tudo que as pessoas diziam era: ‘nossa, a Cardi já era!’. Gosto de fazer as coisas no meu tempo. O que outra mulher come, não me faz cagar”. Mais: ela avisou que irá dar um tempo das mídias sociais para finalizar seu segundo álbum, que começou o ano passado, mas que paralisou por causa da covid.

Edições Anteriores:  
 IN & OUT

 ;-) Donuts

:-( Cupcake

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s