“O sistema eleitoral está muito deformado. E o chamado distritão representaria uma deformação maior ainda”,

FHC sobre proposta da reforma política.

Ano XV - 19 a 21 de agosto de 2017

 

Não gostaram
Uma parte dos tucanos não gostou nem um pouco do programa do partido exibido na semana passada em rede nacional. Eles acreditam que não é hora de atacar o governo, principalmente porque os opositores “já fazem isso muito bem”. Três dos quatro ministros do PSDB, Aloysio Nunes, das Relações Exteriores, Antonio Imbassahy, Secretaria do Governo e Bruno Araujo das Cidades) (articulação política) saíram em defesa ao governo. O programa fez com quem o Centrão aumentasse ainda mais a pressão para que os tucanos percam seus ministérios.

“Bovino religioso”
O ex-deputado Cândido Vacarezza, hoje presidente do PTdoB, agora chamado de Avante, teria o codinome de “bovino religioso” em mensagens e planilhas da UTC apreendidas em 2015. A Polícia prendeu Vaccarezza na Operação Abate. Ele foi líder de Lula e Dilma na Câmara dos Deputados e não se reelegeu. Em tempos de Brasília, tinha uma coleção de galinhas. Os mais chegados diziam que Vaccarezza “conversava com elas”.

Blidagem
O ex-deputado federal Cândido Vaccarezza, (Avante-SP) que foi preso na Operação Abate era muito amigo do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. Em 2012, quando a CPI do Cachoeira estava em alta o nome de Cabral chegou a ser citado para prestar depoimento. Em mensagem, Vacarrezza tranquilizou o ex-governador, falando que seu nome seria protegido. Sérgio Cabral está preso e o amigo que o blindou também está.

Auxilio-alimentação
O Diário Oficial de Rondônia acaba de publicar ato instituindo o “auxílio-alimentação” aos parlamentares do Estado, promulgado pelo presidente da Casa. Valor: R$ 6 mil mensais. Dá R$ 200 por dia, incluindo feriados e finais de semana.

Adiado
O presidente Michel Temer tinha um café da manhã agendado com pastores, na semana passada em São Paulo, mas teve que adiar o encontro. Por motivos não divulgados antecipou sua volta a Brasília. Segundo a assessoria uma nova data será marcada. O encontro é muito importante para Temer ganhar apoio na reforma da Previdência.

Cantos e orações
Na inauguração da Expo São Paulo Cristã, iniciativa de evangélicos, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria cantaram, oraram e fizeram discursos. Os dois são católicos: Alckmin integra a Opus Dei e Doria é frequentador da igreja São José, nos Jardins, em São Paulo, perto de sua casa.

Manobra
Poucos brasileiros sabem, mas os deputados só são obrigados a registrar sua entrada na Câmara. Uma manobra que foi suspensa, pelo ex-deputado Eduardo Cunha, na época presidente da Casa, retornou agora com Rodrigo Maia. É a abertura do registro de presença às 6h. Muitos parlamentares aproveitam, registram sua presença e não permanecem no plenário. Alguns até viajam para seus estados. Foi o que aconteceu numa sessão na semana passada: às 11h o painel registrava 436 deputados presentes, só que nem metade estava no plenário.

Rainha
A atriz Isis Valverde, a Ritinha de A Força do Querer, da Globo, será rainha do Baile de Gala de Carnaval nos salões do Copacabana Palace, no Rio. O tema do baile é Gipsy e a decoração será no estilo cigano chique. Com tudo incluído, os ingressos deverão custar R$ 3 mil por cabeça.

Por obra
A Rede Globo resolveu economizar, e agora muitos atores serão contratados por obras. Só terão contratos longos os veteranos, de suma importância como Antônio Fagundes, Tony Ramos, Ary Fontoura, Fernanda Montenegro, Laura Cardoso e Nathalia Timberg entre outros. Ou os jovens que vivem sendo assediados por emissoras concorrentes como Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine, Isis Valverde, Thiago Lacerda e Cauã Reymond.

Vaquinha
Um grupo chamado “Jornalistas Livres”, que ninguém sabe quem são seus integrantes, estão pedindo doações pela internet para “acompanhar a caravana do Lula pelo Nordeste”. Eles pedem “qualquer valor” para ser depositado numa conta da Caixa.

Só um
A reforma política está gerando muita discussão. Um ponto, contudo, é consenso de todos os partidos: é a criação do fundo eleitoral de R$ 3,6 bilhões que ajudará custear as campanhas. Outros pontos como as coligações e a cláusula de barreira, ganham opiniões diferentes. O atual sistema eleitoral brasileiro existe desde a Constituição de 1988. Para começar a valer na eleição do ano que vem, a votação deverá ser concluída até final de setembro, por isso muitos deputados estão tentando agilizar o processo.

Auxílio-moradia
Há três anos, o ministro do STF, Luiz Fux, concedia liminar que permitia o pagamento de auxílio-moradia a todos os juízes do Brasil. Agora, a presidente da Alta Corte, Cármen Lúcia quer colocar a pauta para julgamento do plenário. O ministro Gilmar Mendes é um dos maiores opositores do benefício.

Não representa
Os tucanos que não concordaram com a propaganda partidária, lançaram nas redes sociais a frase “o programa não me representa”.

Novo aliado
De um lado, João Doria diz que só Fernando Henrique Cardoso conseguiria acabar com a crise no PSDB; de outro, FHC agora diz que o candidato do partido ao Planalto será “o que terá mais chances de se eleger” e que “pode ser por prévia, pode não ser”. O ex-presidente acompanha as últimas pesquisas onde Geraldo Alckmin forma entre os lanterninhas com 4% de intenção de votos.

Ameaçada
A ministra Nancy Andrighi, do STJ, que votou para manter a condenação de Jair Bolsonaro por ofensas à deputada Maria do Rosário (PT-RS), contou a colegas que começou receber ligações e e-mails com xingamentos e até ameaças. Ela acredita que não teve incentivo do deputado e sim de admiradores e aliados dele.

Reforço
O Palácio do Planalto vem ganhando grande reforço de segurança. Todos os andares, incluindo o 3º onde está o gabinete do presidente, terão câmeras ligadas a uma sala de controle já existente no térreo.

Na moda
Depois de João Doria, Jair Bolsonaro acaba de ser brindado com uma ovada em seu paletó. Em suas andanças pelo país, Lula conta com uma turma de seguranças da CUT atenta a eventuais ovos voadores.

Também vai
O ex-presidente Lula começou o seu tour pré-campanha no Nordeste, mas não está muito contente. Ele pediu para que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, plano B do PT caso não se consiga registrar a candidatura de Lula, o acompanhe. Assessores estão tentando fazer o que podem para que de fato isso aconteça, mas a agenda de Haddad ficou um pouco tumultuada depois que seu nome foi lançado como possível candidato ao Planalto. Por outro lado, eles sabem que se ele entrar na disputa presidencial, este tour ao lado de Lula o poderá ajudá-lo

No Bolsa-Família
O governo vai incluir no Bolsa-Família 800 mil famílias, zerando a fila de entrada. Por outro lado, foi reduzido em 1,5 milhão o número de famílias inscritas porque tinha gente com renda maior, incluindo funcionários públicos e políticos.

Processo
A grande maioria de tucanos não gostou do novo programa do PSDB que denunciou o “presidencialismo de cooptação” e especialmente os quatro ministros da agremiação que integram o governo de Michel Temer. A metade da bancada tucana que salvou o presidente na Câmara quer que a Casa processe Tasso Jereissatti, presidente interino do partido, responsável pelo programa. Quer que ele aponte os políticos “que se vendem”. E Aécio Neves pensa em retirá-lo da cadeira de interino.

Aliviados
Mesmo os tucanos que defendem o desembarque do partido do governo, não gostaram do tom usado no programa do partido. Dizem que nomes como Geraldo Alckmin, José Serra e João Doria até ficaram aliviados por não participarem.

Sequestros
Não será surpresa que as milícias de Nicolás Maduro comecem a sequestrar diplomatas de países que vêm se manifestando contra a nova Assembleia Constituinte venezuelana. Agentes da Abin – Agência Brasileira de Inteligência – acompanham os movimentos por lá e têm informação de que há dois brasileiros na lista.

Novo alvo
Em breve, o procurador-geral da República Rodrigo Janot, deverá deixar de ser o alvo do ministro do STF Gilmar Mendes. Não pela proximidade da saída de Janot da PGR e sim porque tem um novo “inimigo”. Trata-se do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio. Tudo porque Mendes concedeu habeas corpus para Jacob Barata Filho e Lelis Teixeira e poucas horas depois Bretas mandou prendê-los novamente.

Vasculhada
O ministro Henrique Meirelles, da Fazenda, está seriamente desconfiado que sua vida particular anda sendo vasculhada. Temporariamente, manda fazer varreduras nas dependências de seu gabinete e de seus assessores diretos, atrás de eventuais grampos.

Cobrança
Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES cobrou de um senador tucano a presença de um membro na recém-criada CPI do BNDES. “Sei que vocês do PSDB são muito importantes, mas é preciso ter alguém do partido na CPI”. A cobrança deixou alguns tucanos irritados, pela forma que foi expressada.

Mais uma
Não é apenas a sentença de Lula no caso do sítio de Atibaia que acontecerá antes do final do ano. Há quem aposte que o ex-presidente e seu filho Luleco poderão ser sentenciados também neste segundo semestre na ação penal que investiga pai e filho por tráfico de influência, organização criminosa e lavagem de dinheiro na compra dos caças da FAB e na aprovação de MPs do setor automotivo na Operação Zelotes.

Convite
A ex-presidente Dilma Rousseff recebeu dois convites para concorrer a uma cadeira do Senado. O primeiro partiu do governador do Piauí Wellington Dias (PT) e o segundo de Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão. Dilma que tem outros admiradores que querem que ela dispute o cargo pelo seu estado. É o caso da senadora Kátia Abreu, que quer vê-la disputando algum cargo por Tocatins. Dilma avisou que deve tomar uma decisão sobre sua carreira política somente no ano que vem.

Vovó por tabela
A apresentadora Xuxa Meneghel vai se tornar avó por tabela. Explica-se: é que seu enteado Vinicius, filho de seu atual namorado Junno Andrade, vai ser papai. Aliás Junno está feliz da vida com a novidade.

 



Isis, um show
A grife Rosa Chá lançou sua coleção de verão numa de suas lojas em São Paulo. Por lá o clima não poderia estar melhor, recheado de gente bonita. O evento contou com a presença da übermodelo Gisele Bündchen (à esquerda) que venho especialmente ao Brasil para o lançamento. Entre outras beldades que passaram por lá também estavam, Camila Queiroz (centro), que vem fazendo sucesso como Luisa na novela Pega Pega; Giovanna Ewbank (à direita), que deixou de lado seu lado mãe e investiu em muita transparência.


Projeto Down

Edições Anteriores:  

  ;-) Pizza calabresa.

:-( Pizza napolitana.





Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.





 

 

 



© Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s

 

s