“Ninguém pode sair a chafurdar a vida de quem quer que seja, de qualquer cidadão brasileiro, se não tiver autorização judicial para isso”,

de Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado, aprovando a ação do presidente do Supremo de suspender ações de investigação contra Flávio Bolsonaro.




Ano XVII -
18 de julho de 2019

 

Uns e outros
Para comparar: na Amazônia, existem 230 mil indígenas, não sujeitos à fome, nem sede e nada de subnutrição. ONGs estrangeiras ajudando lá: 350. No Nordeste, vítimas da seca alcançam 10 milhões, sujeitos à fome, sede e subnutrição. ONGs estrangeiras ajudando: zero. O Nordeste não tem muita riqueza mineral: tem mais famintos. A Amazônia tem ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamantes, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta, madeira nobre e demais riquezas que somam US$ 14 trilhões.

Novo vilão
Bolsonaro, enquanto não resolve problemas da saúde e da educação no país, prepara ofensiva – surpresa – contra o jogo do bicho (no Congresso, tem projeto de liberação do jogo), associando-o ao tráfico de drogas e às milícias. O presidente quer jogar sobre os bicheiros a responsabilidade do comando das demais ilegalidades.  Hoje, os bicheiros representam a elite do crime e estão domesticados. Bolsonaro quer carimbar o jogo do bicho como inimigo. Os banqueiros do bicho (ou seus herdeiros) tem grande participação na história do país, a começar pelo desfile das escolas de samba.

Chega mais
O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, que escapou do impeachment, deverá se esforçar para estabelecer uma relação mais próxima com a Câmara Municipal, com a instituição de audiências semanais com líderes partidários. Crivella lembra o estilo de Dilma Rousseff, que queria ver quanto mais longe melhor o pessoal do Legislativo. Os vereadores, depois da derrota do impeachment, ficaram mais exigentes – e querem cobrar a fatura.

Ponte da discórdia
O governo paulista e a Ecovias querem construir ponte entre Santos e Guarujá. Custaria R$ 2,9 bilhões e seria desembolsado pela Ecovias, concessionária da Ecorodovias, responsável pelo sistema Anchieta-Imigrantes. Só que, de largada, os operadores de terminais são contra (e prometem recorrer à Justiça) alegando que o projeto vai atrapalhar o trânsito de navios e criar restrições à expansão dos cais.

Tiro no pé
Depois que o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse “ou ele ou eu” com relação à expulsão de Aécio Neves do PSDB, há quem aposte que ele cavou sua própria sepultura. O governador João Doria que controla o partido não fará nenhuma força para segurar Covas. Ao contrário: poderá abraçar outra candidatura à prefeito da cidade no ano que vem.

Na Rússia
Enquanto seus familiares se prestam à colossal delação no Brasil, o super doleiro do PT, Dario Messer, pode estar foragido na Rússia. É o mesmo lugar onde se refugiou Edward Snowden, o antigo parceiro de Glenn Greenwald.

Grelha!
Os mais exigentes consumidores de hamburgueres e donos de casas que apresentam maior criatividade no famoso sanduiche estão avisando Eduardo Bolsonaro que hamburguer não se frita, se grelha. O candidato à embaixada de Washington disse que já fritou muito hamburguer no Maine.

Olho no imposto
O time de Paulo Guedes trabalha numa simplificação de tributos que hoje incidem sobre o consumo. A reforma tributária é a pauta econômica do país mais importante, depois da reforma da Previdência. E multiplicam-se os “criadores” de grandes soluções na área tributária. São candidatos à paternidade de um “imposto único” Marcos Cintra, secretário especial da Receita, o senador Flávio Bolsonaro que, agora, até faz orações por ele, Flávio Rocha, no comando de grupo de empresários, Bernardo Appy e outros.

Comparação
Para quem gosta de comparações: Marcos Cintra, secretário especial da Receita, está para o “imposto único” (significará um substitutivo da CPMF) assim como Eduardo Matarazzo Suplicy está para adoção de renda mínima. Os dois só pensam naquilo. E Cintra já escapou da degola, no governo Bolsonaro, por duas vezes.

Lembrando Marielle
No próximo dia 27, a professora Anielle Franco, irmã da vereadora assassinada em 2018, anunciará a criação do Instituto Marielle Franco. Na data, Marielle estaria completando 40 anos. A nova entidade preservará a memória de Marielle, buscará por justiça para os assassinos dela e de Anderson Gomes e cuidará das “sementes” deixadas pela carioca.

Rei Momo
O governador Wilson Witzel e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, bateram o martelo: o sambódromo da Marques de Sapucaí passara para o estado. Witzel está mais do que entusiasmado, será presença constante – e surpresa – até pensa em sair de Rei Momo, um pouco mais sofisticado.

Multiplicação
A organização da 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, desconvidou a jornalista Miriam Leitão que faria uma palestra lá em agosto. Uma petição de mais de três mil assinaturas foi encaminhada a feira pedindo o cancelamento da participação de Miriam – e também do sociólogo Sérgio Abranches. Motivo: “viés ideológico”. E mais: outras cidades brasileiras que promovem festivais de leitura também estão cancelando participações de atrações mais esquerdistas.

Guerra ao garimpo
A Polícia Federal vai intensificar o combate à extração e contrabando de pedras preciosas na Reserva Indígena Roosevelt, em Rondônia. A PF identificou vários garimpos ilegais, especialmente de diamantes, na área ocupada pelos índios cinta-larga.

Por fora
O general Hamilton Mourão, vice-presidente da República, não é informado de nada que aconteça no governo. No programa de Pedro Bial, o entrevistador perguntou se ele havia recebido “com surpresa” a escolha de Eduardo Bolsonaro para a embaixada em Washington. Aí Mourão: “Foi mais surpresa. Susto não, porque na minha idade não dá mais para tomar susto.

Recorde
O Brasil tem 812.564 presos. É o número mais alto jamais registrado pelo Conselho Nacional de Justiça.

Quem substitui
Caso Eduardo Bolsonaro consiga mesmo se tornar embaixador em Washington, seu suplente o médico Vinicius Tadeu Sattin Rodrigues, de 30 anos, do PSL de São Paulo assumirá seu lugar. Vinicius teve 25.908 votos, ou seja, 1,4% dos 1.814.443 de Eduardo. E claro que o médico não vê nenhum problema na ocupação de um novo cargo do 03. “Ele é preparado, já participa das relações exteriores. A capacidade técnica e a confiança que tem do presidente são indiscutíveis. Não entendo o problema.”

Outra vaga
Ainda sobre Eduardo Bolsonaro e a embaixada em Washington: se ele de fato assumir deixará vago o comando do PSL de São Paulo. E há quem aposte que muitos já estão de olho na cadeira.

Não indicará
Alguns cientistas políticos acreditam que Jair Bolsonaro de fato não indicará seu filho de Eduardo Bolsonaro para embaixada de Washington. Teria sido só um teste para saber qual seria a reação. O problema é que Eduardo e até sua esposa Heloísa ficaram entusiasmado com a possibilidade de morarem nos Estados Unidos.

Piadas
Ainda sobre a ida de Eduardo Bolsonaro para embaixada em Washington começam a surgir piadas dizendo que Flávio Bolsonaro terá que arrumar outro parceiro para ir aos programas populares ou convencer Carlos de acompanhá-lo. A verdade é que Carlos não quer ir porque acredita ser o nome indicado para tentar a presidência em 2022, caso seu pai não tente a reeleição. É a cadeira com a qual Eduardo também sonha.

Mais perto
A decisão monocromática de Dias Toffoli, que engavetou todos os inquéritos baseados em provas fornecidas pela Receita Federal ou pelo Coaf, envolvendo Flávio Bolsonaro, fez a alegria do ministro Gilmar Mendes e aproximou o presidente do Supremo de Bolsonaro. Segundo membros do STF, Toffoli se cacifou para ser ouvido na escolha do futuro Procurador Geral da República.

Campeão
O PT é o partido político que mais recebeu verbas do Fundo Partidário este ano: R$ 42,2 milhões, segundo dados do TSE. O PSL de Bolsonaro ficou em segundo lugar com R$ 40,6 milhões de verbas públicas até junho. O total distribuído aos 21 partidos aptos a receber verbas, depois da cláusula da barreira, foi de R$ 365,3 milhões nos seis primeiros meses de 2019. Detalhe: no caso do PT, também campeão de dividas, a dinheirama recebida não significou fartura. Fernando Haddad e Gleisi Hoffmann viajam de avião de carreira, na econômica.

“Ministro Silvio Santos”
O novo chefe da Secretaria do Governo, general Luiz Eduardo Ramos, se encontrou com Silvio Santos, na sede do SBT e disse ao apresentador que é uma honra ser chamado de “ministro Silvio Santos” por integrantes do Centrão. O ministro disse que ser comparado a ele é um orgulho. Daqui a pouco, Ramos ainda acaba participando do Jogo dos Pontinhos.

Candidata
A russa Gazprom desponta como candidata a compra da participação da Petrobras no Gasoduto Bolívia-Brasil. Em acordo firmado com o Cade, a estatal comprometeu-se a vender sua fatia de 51% no negócio.

Avesso do avesso
Gleisi Hoffmann, Humberto Costa e Paulo Pimenta protocolaram na Secretaria Especial da Receita Federal pedido de analises financeiras das atividades financeiras dos procuradores Deltan Dallagnol e Robson Pozzobom. A petição se baseia em matérias publicadas em alguns jornais. Só que, considerando a decisão de Dias Toffoli beneficiando o senador Flávio Bolsonaro, qualquer investigação do Fisco, Coaf ou Banco Central precisa de autorização judicial.

Grande reforço
Os 11 deputados do PSB e os 8 deputados do PDT que votaram a favor da reforma da Previdência, se expulsos por desrespeitaram a orientação de suas legendas, poderão acabar se filiando a um único partido. Cidadania, com 8 representantes e Podemos, com 11 são exemplos de siglas interessados em acolher esses dissidentes. Tábata Amaral, do PDT, está nesse bloco e não muito interessada no Novo ou no PSDB, dos quais recebeu convite.

Torcedor
O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), que colaborou muito nos bastidores para a aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência, acha que seria bom Eduardo Bolsonaro ir para os Estados Unidos. O partido em São Paulo prefere o 03 distante e sua ausência poderá incrementar a possibilidade de candidatura de Joice Hasselmann à prefeitura de São Paulo.

Nada disso
Por enquanto, não há nenhuma possibilidade das universidades federais comecem a cobrar anuidades dos alunos.  Bolsonaro nem quis ver um esboço do plano do ministro Abraham Weintraub: não é hora.

É legitimo
O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz disse que a decisão de Dias Toffoli, presidente do STF, onde suspende todas os processos judiciais em que dados bancários de investigados que foram compartilhados sem autorização judicial, é legitima. A ação favoreceu o senador Flávio Bolsonaro, que foi defendido pelo Felipe: “Não é porque a família Bolsonaro já deu declarações preocupantes e contraditórias sobre a democracia que ela não mereça ser protegida pelas instituições democráticas”.

Caso encerrado
O processo contra Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada no então candidato Jair Bolsonaro em Minas foi encerrado pela 3ª Vara Federal de Juiz de Fora. A defesa do presidente não recorreu a decisão que considerou o agressor inimputável. E agora não será permitido mais recursos.

Repensada
Marcílio Marque Moreira, que foi embaixador em Washington entre 1986 e 1991 espera que o presidente Jair Bolsonaro repense na indicação de Eduardo Bolsonaro. “Espero que essa nomeação seja repensada. É uma indicação que tem de ser considerada a partir de uma visão objetiva sobre o que representa para o Brasil o embaixador em Washington. É uma grande responsabilidade. O trabalho está ligado a problemas nacionais, de comércio, da dívida externa, do crédito, não é meramente político. É um cargo de política pública, de Estado, e não de governo”.

Possível affair
A atriz Bruna Marquezine está curtindo suas merecidas férias. Depois de uma passagem pela Europa agora está no Estados Unidos. E lá foi vista com o modelo Younes Bendjima, ex-namorado de Kourtney Kardashian. Bruna já foi comparada algumas vezes com a irmã de Kourtney, Kendall Jenner. As fotos foram parar até na imprensa internacional e apontam um clima de romance no ar.

Convite
A jornalista Fernanda Gentil, que continua sem programa, mas contratada na Globo participou na segunda-feira (15) do programa Mais Você, de Ana Maria Braga como uma das juradas da final do quadro Super Chef Celebridades 2019. E apresentadora convidou Fernanda para a próxima edição que respondeu em tom de brincadeira: “Calma… Você sabe que eu sou quase galinha né, só faço ovo. E olhe lá”. Depois da insistência no convite Gentil deixou uma resposta com ar de dúvida: “É isso… Larguei no ar. Então vamos embora. Quando é mesmo o próximo?”.

OLHO MÁGICO

fotos: Reprodução // Divulgação

Filha de peixe
A cantora Beyoncé faz parte da dublagem e da trilha sonora do novo filme da Disney O Rei Leão. Na terça-feira (16) ela lançou o clipe da canção Spirit que foi exibido em primeira mão pela emissora ABC. E para surpresa de muitos quem faz parte do clipe é a primogênita da cantora com Jay-z, Blue Ivy, de 7 anos, que parecia bem à vontade. Mais um dos figurinos usados no clipe e da marca brasileira Maison Alexandrine e custa R$ 13 mil.  Hoje juntamente com a estreia do filme nos cinemas será lançado o álbum do longa que também conta com participação de Elton John, Kelly Rowland, Pharrell, Michelle Williams e Stormzy.

Edições Anteriores:  
__________________________________________________________
 IN & OUT

 

;-) Cinema: O Rei Leão



:-( Cinema: Jornada da Vida

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)


 

 

 

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br