“Me associar a Bolsonaro é desespero da campanha adversária”,

 

de Bruno Covas, prefeito de São Paulo, sobre boatos espalhados pelo grupo de Guilherme Boulos.

Ano XVIII - 26 de novembro de 2020

 

Rombo nas estatais
Em meio à pandemia da privatização da Eletrobras, o governo acaba de divulgar um relatório em que faz um raio-X das despesas em 46 empresas estatais. Os dados mostram que o rombo na previdência complementar do conjunto chega a R$ 24,7 bilhões. Os aportes nesses planos somaram R$ 8,1 bilhões em 2019. O Relatório Agregado das Empresas Estatais Federais mostra ainda que as despesas das empresas com planos de saúde chegaram a R$ 10 bilhões e que algumas concederam reajuste salarial acima da inflação, mesmo em meio à crise. Os pagamentos a diretores podem chegar a R$ 2,7 milhões ao ano.

Até março
Jair Bolsonaro está avisando que continuará tentando registrar seu partido o Aliança pelo Brasil, até março, passado o período de eleições e posse dos eleitos (e férias parlamentares). “Se eu não conseguir fundar o partido até março, a gente vai ter uma nova opção”. Muitos apostam que ele aceitará o convite de parte de seu antigo partido, o PSL, mas parte de seus integrantes é contra. O lado mais complicado é que Bolsonaro quer mandar em qualquer partido – o que não é fácil de conseguir. O PSL é controlado com mãos de ferro pelo deputado federal Luciano Bivar.

Em alta
Pelo resultado dessas eleições, o DEM está disposto a lançar candidato próprio em 2022. O partido não topará ser vice do PSDB de novo. Alguns nomes colocados são do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, do governador de Goiás, Ronaldo Caiado e o do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O presidente do partido, ACM Neto, embora ligadíssimo ao João Doria, quer testar nomes do DEM antes de qualquer decisão. Ele pensa em Rodrigo Maia primeiramente.

Sem plano
A despeito do novo avanço no desenvolvimento de diversos tipos de vacina contra a covid-19 e dos riscos de uma segunda onda da doença atingir o Brasil, o governo Jair Bolsonaro está resistindo em cumprir uma decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) e entregar um planejamento detalhado para a imunização da população. A determinação do prazo de controle foi aprovada pelo plenário dia 12 de agosto, mas a Advocacia-Geral da União recorreu e até agora não há indicação de que o plano sequer exista e muito menos, que será apresentado. Culpam o Ministério da Saúde, mas o general Eduardo Pazuello argumenta que tudo pode ser feito pelo Programa Nacional de Imunizações.

Sem treino
O assassinato de João Alberto Silveira Freitas por dois homens a serviço do Carrefour fez soar de novo o alarme entre as empresas de segurança privada. Vigilantes despreparados, que trabalham fora da lei, devem somar cerca de 600 mil pessoas atualmente no país – e o mesmo número de funcionários legalizados. Essas empresas afirmam que vigilantes que trabalham sem treinamento e sem autorização da Polícia Federal (é o órgão que regula o setor) continuam ganhando contratos especialmente em empresas de varejo com base em uma vantagem: preços mais baixos. O setor é formado por 2.700 empresas que movimentam cerca de R$ 30 bilhões por ano.

Salários
Enquanto um contrato de vigilância armada por 24 horas custa entre R$ 22 mil  e R$ 24 mil, o de uma empresa que age na clandestinidade ou de profissionais sem  registro custa menos de R$ 15 mil.

Varejo digital
O varejo que ressurge no país, após os primeiros meses de pandemia, alcançou uma escala inédita no meio digital, com forte expansão de vendas, só que essa retomada ocorre de forma desigual no país. Além disso, o ambiente de competição mais acirrado leva a uma queda nas margens das redes. Uma segunda onda da covid-19, se confirmada, tende a acentuar esse quadro. Levantamento feito entre 16 grandes varejistas mostram que se movimentou neste ano, até setembro, a soma recorde de R$ 97,93 bilhões em suas plataformas (sites e aplicativos) no país, montante 78% superior à do ano anterior. É metade da receita líquida da JBS.

Baixou o nível
Em cima do dia da eleição do segundo turno, bate o desespero em alguns candidatos, Marcelo Crivella, num vídeo dirigido a dirigentes evangélicos, disse que Eduardo Paes implantaria a pedofilia nas escolas. Sua campanha imprimiu 1,5 milhão de panfletos em que Paes aparece ao lado de Marcelo Freixo e acusa os dois de defenderem a legalização do aborto, liberação de drogas e “kit gay” nas escolas. A legislação sobre drogas e aborto é federal e o “kit gay” nunca existiu. À noite a campanha de Crivella dizia que Paes seria preso em horas, por corrupção.

Olho em 2022
No lançamento de uma frente progressista em defesa de Guilherme Boulos, o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, disse que a aliança PT, PCdoB, PDT, PSB e Rede “é um sinal para o Brasil”. De olho na eleição presidencial, Medeiros diz que essa   “vitrine” apontará para o futuro “e não só na cidade, mas no Brasil”.

Buscando apoio
Apontado como nome do presidente para comandar a Câmara dos Deputados a partir de  2021, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) jantou, na semana passada, em São Paulo com empresários, na casa de Flávio Rocha, herdeiro das Lojas Riachuelo. Um jantar de três horas com vinho francês reuniu 15 empresários que acabaram cobrando Lira por um posicionamento sobre as reformas administrativa e tributária. Ele não deu nenhuma garantia, apenas que o governo irá votar a PEC emergencial até o fim do ano. Os empresários saíram bem alimentados, mas decepcionados com as respostas evasivas do deputado.

Números
Para quem gosta de números e não gosta de estatais: de 2015 até 2019, a Embrapa deu um prejuízo ao governo federal de R$ 18,3 bilhões. No mesmo período o governo federal enterrou na Embrapa a quantia de R$ 16,4 bilhões em subvenção do Tesouro Nacional. Mesmo após essa subvenção, o resultado gerado foi negativo na Embrapa da ordem de R$ 1,9 bilhão.

Saia justa
A decisão que condena a seguradora Líder a devolver R$ 2,25 bilhões em gastos com dinheiro do seguro obrigatório DPVAT com festinha e outros, colocou Rodrigo Maia, presidente da Câmara, em grande saia justa, porque se uniu ao STF e à Rede, que se aliaram nesse cartório só para derrotar Bolsonaro. Ele extinguiu o DPVAT através da MP, mas a Rede acionou o STF e anulou a MP. Na Câmara, Maia impede até mesmo quaisquer discussões sobre o assunto. Uma investigação da Superintendência de Seguros Privados descobriu que a Líder desviou R$ 2,25 bilhões.

Desastre
O candidato Guilherme Boulos agora diz que Luiz Erundina, há 30 anos, fez uma gestão elogiadíssima e tenta apagar a memória dos paulistanos. Justamente por sua inexperiência, não sabe que Erundina foi um desastre como prefeita. Os mutirões aconteceram apenas durante parte da gestão.

Enchendo o cofrinho
Contando as eventuais premiações da Libertadores e do Campeonato Brasileiro, os ganhos de Rogério Ceni no Flamengo até o final da temporada deverão bater nos R$ 10 milhões.

Natal antecipado
O Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos vai doar 576 veículos para conselheiros titulares em 19 estados até o final do ano. Junto com as chaves também serão entregues refrigerador, ar-condicionado, cadeirinhas para automóvel, smart TV, computadores e bebedouros. O conselho tutelar é órgão autônomo e cuida da defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Viagens
O PT se uniu a Rodrigo Maia, presidente da Câmara, para barrar a união de Arthur Lira à presidência da Câmara. O problema é o candidato Baleia Rossi. Lula não se esquece de seu comportamento no impeachment de Dilma Rousseff. Mais: Arthur é o candidato do Planalto à presidência da Casa e o nome certo para as próximas viagens de Jair Bolsonaro pelo Nordeste. O ministro Rogério Marinho já recebeu a missão de encaixar ao menos duas inaugurações de obras em Alagoas, estado natal de Lira.

Mesma língua
O novo responsável por assuntos ligados ao clima dos Estados Unidos, John Kerry, ex-candidato presidencial e ex-secretário de Defesa de Barack Obama, fala português, o que pode facilitar a conversa futura com Bolsonaro. Sua mulher, Tereza Heinz Kerry nasceu em Moçambique e os dois se conheceram na Rio-92,  a conferência da ONU para o meio ambiente. Ela foi colega de pensão e de faculdade da Ecole D’Interprètes de L’Université de Gegéve, da tradutora e intérprete Dorothy Kogut, mãe da colunista de TV Patricia Kogut. Tereza era milionária e dona da fábrica de Ketchup e Mostarda Heinz, famosa no mundo inteiro.

Olho no Fundo
O ex-presidente Lula está radiante com um estudo do FMI, que lhe foi mostrado na semana passada. A agência recomenda o avanço dos estímulos fiscais e à emissão da moeda, mesmo nos países emergentes que estão com alguma restrição financeira. O Fundo afirma que os gastos públicos devem ser ampliados e prioritariamente destinados ao enfrentamento da crise sanitária e na manutenção de infraestrutura existente. O FMI constata que um aumento do investimento público de 1% pode elevar o produto em 2% no horizonte de dois anos. Lula acha que o Fundo está à esquerda da política econômica brasileira.

Proibido para menores
Bolsonaro já havia feito comentários um tanto genérico e sem defender ninguém, muito ao contrário, sobre o assassinato de João Alberto. Nos momentos mais chegados apenas com assessores, o Chefe do Governo, usa e abusa de uma conversa impublicável.

Segundo round
O ministro Tarcísio Freitas vai tentar emplacar a advogada Flávia Takarashi na Antaq, na vaga de Francisval Mendes, cujo mandato se encerra dia 18 de fevereiro de 2021. Freitas chegou a enviar o nome de Flávia ao Senado em outubro, mas resolveu retirar sua indicação para a Agência diante da reduzida chance de aprovação. Agora, terá mais tempo para trabalhar a nomeação junto aos senadores.

Chacota
O Novo aderiu à Black Friday, ou melhor, à “orange friday” para tentar vender camisetas, adesivos e até bonés. O partido não usa o fundão eleitoral. Mas virou prato cheio para gozações sobre suas camisetas laranjas.

Salinha
O Carrefour vai precisar fazer mais do que doar R$ 25 milhões ao fundo contra o racismo. Coleciona caso de “vigilância especial” em suas lojas. Há relatos no sul de que teria até uma salinha para maltratar clientes suspeitos de furtos, não só em Porto Alegre mas em outras cidades também.

Ninguém mexe
A Procuradoria Geral da República poderia incluir em suas providências contra políticos que endossaram suspeitas de fraude nas eleições no TRE, a abertura da caixa preta da área de informática do tribunal. Ela costuma ser chamada de Tribunal Superior de Informática e ninguém mexe com essa turma. A Secretaria de Tecnologia e Informática abriga o mesmo grupo há cerca de 20 anos, onde nenhum ministro consegue fazer mudanças.

Asfixia
O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, não perde a oportunidade de atacar o presidente Bolsonaro. E aproveitou o aumento da inflação no país para tecer duras críticas mais uma vez. “O preço dos alimentos não para de subir! Bolsonaro está asfixiando a população pobre e de classe média. O “fique em casa” aconteceu em todos os países sérios, então por que o Brasil teve a moeda mais desvalorizada do mundo e não consegue assumir as rédeas da própria economia?”.

Confissão
Meghan Markle, a duquesa de Sussex e esposa do príncipe Harry, em artigo no jornal The New York Times confessou que sofreu um aborto em julho, confirmando os boatos que surgiram na época de uma nova gravidez. Em trecho disse: “Eu sabia, enquanto segurava meu primeiro filho, que estava perdendo meu segundo”. E ela conta que sentiu forte dor depois de trocar a fralda de seu filho e caiu no chão. “Com meu filho nos braços, murmurei uma canção de ninar para tentar manter nós dois calmos, o tom alegre da música contrastava friamente com a sensação de que alguma coisa não estava certa”. Nesse artigo, Meghan quis mostrar que o aborto espontâneo ainda é uma assunto tratado como tabu, onde muitas mulheres não têm coragem de contar.

Atrapalhando
A intromissão dos filhos de Bolsonaro começa a passar dos limites. A última declaração de Eduardo Bolsonaro que afirmava uma “espionagem chinesa” supostamente na tecnologia 5G do país irritou por demais a embaixada da China e isso pode dificultar as relações entre o Brasil e o país asiático. A embaixada emitiu uma nota contra a postura de Eduardo onde diz que as declarações atrapalham a atmosfera amistosa entre os dois países. “Na contracorrente da opinião pública brasileira, o dep. Eduardo Bolsonaro e algumas personalidades têm produzido uma série de declarações infames que, além de desrespeitarem os fatos da cooperação sino-brasileira e do mútuo benefício que ela propicia, solapam a atmosfera amistosa entre os dois países e prejudicam a imagem do Brasil”.

 

OLHO MÁGICO
Fotos: Divulgação // Reprodução

Desacelerando o ritmo

A cantora Beyoncé, 39 anos, pode se tornar a artista mais premiada do Grammy. Tudo porque ela foi indicada a nove categorias na próxima edição que acontecerá no dia 31 de janeiro do ano que vem. Ela já tem 24 estatuetas e 79 indicações ao prêmio em várias categorias. Se ela ganhar em todas as indicações irá superar maestro húngaro Georg Solti, que ganhou o Grammy 31 vezes, Quincy Jones e a cantora country Alisson Kraus tem 27 gramofones cada. Mais: ela também acaba de lançar uma nova coleção de sua grife IvyPark em parceria com a Adidas. Em recente entrevista disse que o isolamento social a fez realmente pensar em desacelerar o ritmo de sua vida profissional. “Mudei completamente. Seria difícil experimentar a vida em uma pandemia e a atual agitação social e não ser mudada. Aprendi que minha voz fica mais clara quando estou parada. Eu realmente aprecio este tempo com minha família, e meu novo objetivo é desacelerar e me livrar das coisas estressantes da minha vida”.

Edições Anteriores:  
 IN & OUT

 ;-) Salada de frango e milho

:-( Salada de salmão e crisps de cebola

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)

 


 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s